PSE de Itabela amplia iniciativas apoiando ações do Outubro Rosa desenvolvidas pelo Município

PSE de Itabela amplia iniciativas apoiando ações do Outubro Rosa desenvolvidas pelo Município. Foto: Ascom

Agregando as ações do Outubro Rosa que vêm sendo desenvolvidas pela Prefeitura de Itabela, por meio da Secretaria de Saúde, o Programa Saúde na Escola (PSE) – realizado em parceria pelas Secretarias de Saúde e de Educação – está promovendo palestras sobre prevenção do câncer de mama e de colo do útero nas escolas da rede municipal.

Direcionadas a professores, funcionários da Educação e pais de alunos, as palestras integram as ações já desenvolvidas pelo PSE de Itabela. Na última semana, foram realizadas palestras abordando esses temas nas escolas municipais Carlos Alberto de Souza Parracho, Luiz Eduardo Magalhães e na sede da Secretaria de Educação.

Segundo Eduarda dos Santos Loureiro, que é uma das responsáveis pelo PSE em Itabela, além das palestras, semanalmente/quinzenalmente a equipe do Programa tem criado e distribuído materiais didáticos para levar promoção e prevenção aos alunos da rede municipal de Educação.

Criados como uma forma de continuar beneficiando aos alunos, mesmo com aulas remotas devido a Pandemia da COVID-19, os materiais didáticos são distribuídos por enfermeiras e equipes das unidades de Saúde da Família a pais ou responsáveis dos alunos. Dentre as questões abordadas estão prevenção à COVID-19, obesidade infantil, combate ao Aedes aegypti e tratam também sobre a importância de atividades físicas.

Segundo o outro coordenador do PSE no município, Thiago Santos Cintra, as ações do programa se estenderão até o mês de dezembro, abordando temas relevantes para garantir Saúde e Educação Integral.

De acordo com Eduarda, atendendo à solicitações da Secretaria de Educação, no dia 26 de outubro foi realizada também uma capacitação sobre os protocolos de segurança para a retomada presencial das aulas, mediante a pandemia da COVID-19.

A capacitação, realizada no Colégio Municipal, foi direcionado aos profissionais da Educação, dentre eles merendeiras, serviços gerais, zeladores e porteiros. “Já havíamos realizado, em março, uma capacitação online sobre essa questão”, salientou ela.

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui