Professora teixeirense se inspira em cachorro de estimação e lança livro 

Fred é tão "danado" que até já usou a plaquinha da vergonha, na Bahia — Foto: Arquivo Pessoal
Fred é tão “danado” que até já usou a plaquinha da vergonha, na Bahia — Foto: Arquivo Pessoal

Arrancar e rasgar as roupas do varal, comer o papel higiênico, rasgar lixo e sapatos e mastigar a torneira do quintal são travessuras comuns de alguns cachorros. Atitudes como essas, que causam certa chateação entre os “humanos”, foram inspiração para que a professora baiana Katrine Carvalho, de 31 anos, escrevesse um livro sobre as “travessuras” do próprio animal de estimação, o labrador Fred.

O cãozinho, que tem 2 anos, apesar de travesso é bem amoroso. Conforme conta Katrine, ele é personagem principal do primeiro livro da professora, que é formada em pedagogia e pós-graduada em alfabetização nas séries iniciais. A obra, intitulada “Fred, o labrador amarelo”, é uma autopublicação,- quando o autor age como uma editora e custeia todos os gastos com o livro.

Professora baiana se inspira em cão de estimação e lança livro sobre as travessuras do bichinho, no sul da Bahia — Foto: Arquivo Pessoal
Professora baiana se inspira em cão de estimação e lança livro sobre as travessuras do bichinho, no sul da Bahia — Foto: Arquivo Pessoal

Registrar as experiências do labrador nas 26 páginas do livro, inicialmente, não foi algo planejado pela professora, que vive com os pais em Teixeira de Freitas. Ela só percebeu que as próprias escritas poderiam formar uma obra, após incentivo de um amigo e muita pesquisa.

“Eu sempre sonhei escrever livros infantis, mas nunca tinha colocado em prática. Escrevi a história [de Fred] sem pretensão nenhuma. Conversei com um colega que também gosta de escrever e tem publicações, e ele me incentivou e sugeriu que eu fizesse uma autopublicação”, contou.

“No ano passado comecei a pesquisar como é que fazia, e então eu coloquei a ‘mão na massa’, procurei pessoas para corrigir meu texto e, através da internet, fiz uma parceria com uma ilustradora que é do Ceará”, disse.

Katrine conta que não conheceu a ilustradora pessoalmente, os contatos foram feitos todos por um aplicativo de conversas. Ela disse, ainda, que o livro foi construído com parcerias, e o custo que ela teve foi de R$ 620 com as impressões.

“O objetivo de tudo era que o livro fosse barato, que eu pudesse repassar para outras pessoas por um preço ‘enxuto’, para que as pessoas tivessem acesso ao livro”, relatou.

Pais de Katrine durante o lançamento do livro em Teixeira de Freitas — Foto: Arquivo Pessoal
Pais de Katrine durante o lançamento do livro em Teixeira de Freitas — Foto: Arquivo Pessoal

Sobre a obra, a professora disse se tratar de uma narrativa do personagem do ponto de vista do cão, ao conhecê-la e durante a adaptação à rotina.

“Os personagens são do convívio dele, mas os nomes e alguns detalhes são fictícios. É uma mistura de fatos reais com fictícios. Foi uma forma de homenageá-lo. É algo que fala de amor, de cuidado e tomou uma proporção que eu não imaginava. As pessoas têm me dado um feedback positivo, mas não esperava que caísse na graça das pessoas como está sendo”, disse.

A professora disse que o livro que tem Fred como personagem principal foi repercutido entre os alunos do ensino fundamental I, das escolas municipais Jorge Amado e Deputado Oscar Cardoso, onde ela trabalha, em Nova Viçosa

Professora baiana se inspirou em cão de estimação para escrever livro sobre as travessuras do bichinho, no sul da Bahia — Foto: Arquivo Pessoal
Professora baiana se inspirou em cão de estimação para escrever livro sobre as travessuras do bichinho, no sul da Bahia — Foto: Arquivo Pessoal

“Eu trouxe o livro para a escola que trabalho. Algumas colegas fizeram leitura compartilhada nas salas. Os meus alunos ficaram empolgados com trabalho dizendo: ‘Nossa tia, você fez um livro’. Vi alunos se empolgando para escrever livros também, perguntando como foi que eu fiz. Fiquei feliz de inspirar meus alunos”, contou.

O livro de Katrine custa R$ 15 e foi lançado no dia 5 de maio, em uma sorveteria de Teixeira de Freitas.

Amizade com Fred

Katrine com Fred no sul da Bahia — Foto: Arquivo Pessoal
Katrine com Fred no sul da Bahia — Foto: Arquivo Pessoal

A vontade de Katrine em ter um cãozinho surgiu há cerca de dois anos. Na casa dos pais dela já havia cinco cães, mas ela diz que sentia falta de algo. O encontro entre Katrine e o labrador ocorreu quando Fred ainda tinha 45 dias de vida.

“Aqui [na casa dos pais] já tinha cinco cachorros, mas eu queria um que fosse meu, queria ter aquele amigão. Ele foi crescendo e percebi ele muito danado, brincalhão e agitado, mas ao mesmo tempo carinhoso e engraçado”, contou a professora.

Fred, o labrador de Katrine, a professora do sul da Bahia — Foto: Arquivo Pessoal
Fred, o labrador de Katrine, a professora do sul da Bahia — Foto: Arquivo Pessoal

Em tom engraçado, a professora relembra as travessuras do cãozinho de dois anos, sem deixar de lado os momentos de dor de cabeça diante dos vestígios de “destruição” causados pelo labrador.

Fred é tão “danado” que até já usou a plaquinha da vergonha, como nomeou Katrine, após ele comer a torneira do quintal. “Sou vacilão, comi a torneira de novo”, diz a mensagem na placa colocada no cachorro.

“Meus pais pensam que Fred ainda dá muito trabalho. Apesar dos rastros que ele deixa lá em casa, isso não é motivo para minha família não gostar dele. Ele é muito amado”.

Além da motivação para escrever o livro, Katrine revela que Fred também foi um incentivo para que ela fizesse mais atividades físicas.

“Antes dele, eu não caminhava. Como ele é muito agitado, tenho que gastar um pouco da energia dele, então eu levanto todos os dias cedo para caminhar com ele. Hoje a gente faz trilhas, caminha na praia e tudo isso tem feito muito bem para mim”, destacou.

Katrine disse que passou a fazer mais atividades quando o labrador Fred entrou na vida dela — Foto: Arquivo Pessoal
Katrine disse que passou a fazer mais atividades quando o labrador Fred entrou na vida dela — Foto: Arquivo Pessoal
Katrine em uma trilha com Fred — Foto: Arquivo Pessoal
Katrine em uma trilha com Fred — Foto: Arquivo Pessoal
Katrine com Fred no sul da Bahia — Foto: Arquivo Pessoal
Fred quando ainda era "bebê" no sul da Bahia — Foto: Arquivo Pessoal
Fred na praia no sul da Bahia — Foto: Arquivo Pessoal
Fred nadando em rio na Bahia — Foto: Arquivo Pessoal

Fonte: G1 BA

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui