Preparatório para o Enem, arte e diversão no sábado do Cetepes

Preparatório para o Enem, arte e diversão no sábado do Cetepes. Fotos Divulgação

Um sábado de sol é bom para? De acordo com muitos estudantes, um dia assim é ideal para aprender e se preparar para as provas de Enem. Melhor ainda se na receita tiver boas doses de diversão, arte, esporte e cultura. No último sábado, 22, o Cetepes preparou um evento recheado de boas atrações para quem se prepara para as provas seletivas.

A programação começou com a recepção da Banda Marcial 22 de Maio, sob o comando de Wesley Becka. Logo depois foi o grupo de Agnaldo Bomfim Escola de Dança que emocionou a plateia com sua performance. Na sequência, os alunos correram para o auditório, onde tiraram dúvidas e receberam dicas do professor Clayton Soares para a hora de fazer a redação. Enquanto isso, do lado de fora Instituições de Ensino Superior apresentavam seus cursos aos que chegavam. Ao fim da aula, música e Muay Thai para relaxar os estudantes.

À tarde, a Camerata do Iced levou música clássica para ativar a concentração dos alunos que se preparavam para o aulão de ciências exatas. E a própria apresentação musical virou aula, de matemática e história, com os ensinamentos do maestro Orley. Para resolver os problemas matemáticos, a professora Heloísa Oliveira levou questões que já foram aplicadas em anos anteriores. E na vez da aula de história, o professor Renato Pasti costurou os assuntos com possíveis temas a serem cobrados na hora da redação, e claro, os estudantes aprovaram a metodologia.

Para encerrar, a psicóloga Ilse Adsaka conversou sobre as ansiedades do dia da prova e respondeu dúvidas, prestou orientações e deixou dicas preciosas para que todos consigam manter a calma e realizar a prova com a serenidade devida.

A realização do evento foi do projeto Escolas Culturais – fruto da parceria entre o IASPM (instituto de Ação Social pela Música) e Estado da Bahia – com o apoio do CETEPES (Centro Territorial de Educação Profissional do Extremo Sul).

Ao mesmo tempo

Enquanto aconteciam as aulas no auditório e as apresentações na quadra, outros grupos de estudantes apresentavam seus trabalhos culturais nas áreas de passagem e convivência. Trabalhos resultantes dos projetos estruturantes levaram exposição de artes plásticas, experiências, poesias e muito mais. Os estudantes de enfermagem brindavam quem chegava com atendimentos de aferição de pressão, peso e demais cuidados.

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui