Prefeito de Caravelas comenta decisão da Suzano de interromper atividade no Porto de Barcaças

Prefeito de Caravelas comenta decisão da Suzano de interromper atividade no Porto de Barcaças. Foto: Divulgação

Segundo Silvio Ramalho (Prefeito de Caravelas), num vídeo gravado na segunda-feira, 18 de janeiro, “a Suzano S/A está interrompendo suas atividades em razão de divergência contratual com a Norsul, empresa que realiza o transporte de madeiras, através do Porto de Barcaças de Caravelas”, disse.

O impasse entre as duas empresas resultou na suspensão da atividade por tempo
indeterminado, não inferior à um ano, tempo necessário, segundo explicou a Suzano S/A, para uma solução.

Foto: Divulgação

O prefeito e diretoria executiva da Suzano S/A se reuniram em Salvador, quando foi apresentada a proposta de que a retomada da atividade vai dar inicío à um projeto novo, com a exportação da celulose. Atualmente, o embarque é de madeira para a fábrica instalada em Aracruz, no estado do Espírito Santo, que passa a seguir via carretas, pelas rodovias.

O encerramento das atividades no Porto de Barcaças causou grande preocupação nas famílias caravelenses, no comércio local e para a administração pública, razão pela qual o Prefeito de Caravelas reiterou a necessidade da Suzano S/A em manter sua responsabilidade social na absorção da maior quantidade possível desses pais de famílias em outras empresas vinculadas ou atividades adjacentes.

Além de explicar a razão, outro tema abordado foi sobre informações propagadas à respeito da suspensão da atividade ter ocorrido devido ao aumento de impostos municipais. “Isso é uma grande mentira e não tem nada em relação com nossos impostos, até porque a empresa só paga ao município a taxa de licença de funcionamento e licenciamento ambiental, recolhendo sobre sua atividade o ICMS, que é diretamente tributado pelo governo estadual”, esclareceu.

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui