Porto Seguro: Resgate do dever cívico marca Dia da Independência

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

A comemoração da Independência do Brasil começou em Porto Seguro com a retomada do desfile cívico. Pela primeira vez foi realizado na Avenida Getúlio Vargas e contou com a presença de milhares de pessoas que acompanharam as apresentações.

A cerimônia foi iniciada com revista às tropas, hasteamento de bandeiras e execução do Hino Nacional Brasileiro pela Orquestra Sinfônica do Descobrimento. A Prefeita Cláudia Oliveira, acompanhada do vice-prefeito Beto Nascimento, recebeu vereadores, secretários municipais e autoridades civis e militares para a celebração.

“Estamos retomando a realização deste ato cívico tão importante para nossa história e, em especial, para nós, que estamos onde nasceu o Brasil”, diz a prefeita, ao fazer menção dos aspectos pedagógicos para a formação do cidadão, uma sociedade mais justa, fortalecendo o espírito patriota na comunidade. Ela aproveitou para agradecer a todas as secretarias e órgãos empenhados na organização do evento.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

A marcha militar deu partida ao desfile, com pelotões da Polícia Militar, Corpo de Bombeiros, Marinha do Brasil e Aeronáutica, que trouxeram todo seu aparato de patrulha motorizada.

Mais de 1.200 estudantes representando 18 escolas municipais, Ceame, uma estadual e as particulares Cariza e Mundaí participaram com o tema “Afetividade, compromisso e transformação para uma educação de valores”. Todo o trajeto teve acompanhamento da Filarmônica Dois de Julho, Bamups e Banda Marcial Dorica. Parte do pelotão levou as bandeiras dos estados brasileiros simbolizando a integração, fizeram importantes evoluções e apresentações culturais. Os representantes das lojas maçônicas Força e União, Obreiros do Terceiro Milênio e Esquadro também passaram pelo circuito, trazendo ainda as Filhas de Jó e Jovens Demolay – Capítulo Cavaleiros Solidários.

Em seguida passaram os grupos de artes marciais Karatê, Jiu-Jitsu, Taekwondo, Capoeira; futebol; atletas e desportistas. Também veio à avenida os participantes do grupo da Terceira Idade vinculados ao Cras. O encerramento ficou por conta de projetos da Saúde, que também fez apresentação da estrutura do Samu; Além disso, equipamentos de serviços públicos e equipe multidisciplinar passaram pelo circuito.

 

 

Fonte: Ascom da prefeitura

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui