Porto Seguro: ações de conscientização e mobilização marcam o Dia Mundial de combate ao Tabagismo

Fotos: Ascom

Para marcar o dia Mundial de combate ao Tabagismo, 31/05, a Secretaria de Saúde de Porto Seguro, em ação articulada com a Superintendência de Vigilância em Saúde e Atenção Básica promoveu importantes atividades nesta quarta feira.  As atividades tiveram início na unidade do CAPS AD, com roda de conversa direcionada aos pacientes do centro, enfocando os maléficos provenientes do uso da nicotina.

Na parte da tarde, os profissionais do programa Deixando de fumar sem Mistérios desenvolveram palestras educativas na Policlínica. Entre as abordagens, foram apresentadas as principais doenças causadas pelo consumo do cigarro, entre elas, câncer de pulmão, boca, laringe, estômago e  derrame cerebral, que matam 7 milhões de pessoas por ano no mundo. De acordo com levantamento do Instituto Nacional do Câncer (INCA), estima-se que, a cada ano, 200 mil pessoas morrem no Brasil devido a inalação do tabaco. São 4.470 substâncias tóxicas presentes na composição do cigarro, a exemplo do monóxido de carbono, metanol, acetona, chumbo, arsênico, naftalina, chumbo e mercúrio.  O tabaco responde por cerca de 16% de todas as mortes provocadas por doenças crônicas não transmissíveis.

“O primeiro passo é o fumante compreender a necessidade de mudar o comportamento, avaliar os impactos negativos que o uso do cigarro provoca, pois a ingestão do tabaco leva a agravos terríveis a saúde, inclusive a morte. É importante dizer que paralelo a participação no programa, é fundamental ter condutas saudáveis desde a reformulação do consumo de alimentos a práticas de atividades físicas”, esclarece a coordenadora do Programa Deixando de Fumar sem Mistérios, Odete Rocha.

Programa Deixando de Fumar sem Mistérios

O Programa Deixando de Fumar sem Mistério prevê ações que compõem o Programa Nacional de Controle do Tabagismo (PNCT), com o objetivo de reduzir a prevalência de fumantes e a consequente mortalidade relacionada ao consumo de derivados do tabaco, seguindo um modelo no qual são realizadas ações educativas, através de grupo de apoio, no intuito de prevenir a iniciação do tabagismo, promovendo a inibição de fumar, além da disponibilização de medicamentos para o tratamento. Atualmente, o projeto funciona na Policlínica segunda,  quinta e sexta das 8h às 12h e das 15h às 18h.

Rita de Sá, 52 anos, fumou durante 35 anos e está há 85 dias sem consumir tabaco. “O programa deixando de fumar sem mistérios salvou a minha vida. Passei anos viciada ao cigarro e após assistir uma palestra decidi me cadastrar e iniciar o tratamento. Todos os dias é uma vitória para mim. Antes sentia falta de ar, cansaço físico e agora tenho mais qualidade de vida, estou realmente feliz”, afirma.

 

 

 

 

 

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui