Por quem os sinos dobram?

Prefeito de Teixeira de Freitas, Padre Apparecido Staut
É um romance de 1940 do escritor americano Ernest Hemingway. O livro mostra a história de um jovem norte americano que se tornou conhecedor do uso de explosivos. Ele recebe a missão de explodir uma ponte por ocasião de um ataque simultâneo à cidade de Segóvia.

Acima de tudo o livro trata da condição humana, e invoca o absurdo da guerra civil, travada entre irmãos. “Quando morre um homem, morremos todos, pois somos parte da humanidade”. Esta é a conclusão dos participantes, que fraquejam ao ver nos inimigos seres humanos que poderiam estar de qualquer dos lados da guerra.

Certamente os sinos jamais vão se dobrar para quem não segue os ensinamentos de Santo Agostinho, que foi um grande exemplo para a humanidade e nos ensinou: “Prefiro os que me criticam porque me corrigem, aos que sempre me bajulam porque me corrompem”.

Existem fortes indícios de que a corrupção corre solta no governo do Padre Apparecido em Teixeira de Freitas, a população clama por moralidade já!

O prefeito reza missa todos os dias, portanto continua Padre, principalmente por isso, não deveria se deixar corromper jamais.

O seu slogan de campanha foi: Chega!!!! Agora é o Padre… Esse foi o grito de guerra na campanha eleitoral de 2004, contra os desmandos que segundo ele existiam.

A pergunta que não quer calar é: será que o Padre também se beneficia da corrupção? Um fato é certo, se ele não rouba, não pode permitir que roubem, o que é pior.

O prefeito afirmou em entrevista à imprensa que as denúncias feitas através de um dossiê, foi fogo amigo. Este dossiê levou o ministério público a denunciar tanto a ex-secretária Drª Mel, quanto o prefeito Apparecido Staut. Recentemente foram noticiados na imprensa outros escândalos, como o rombo da saúde, a denuncia do desvio de seis milhões destinados ao esgotamento sanitário dos bairros: Bela Vista e Monte Castelo, cuja obra não foi concluída.

Segundo o prefeito afirmou, tudo seria apurado através da Polícia Federal, pois ele mesmo iria pedir a intervenção nas secretarias e punir os responsáveis.

No entanto, o que está ocorrendo é que o prefeito está protegendo os principais responsáveis, inclusive perseguindo funcionários que supostamente estão fornecendo informações das possíveis falcatruas denunciadas.

O fato é que existem indícios de corrupção em todas as instancias do governo e nenhuma medida saneadora foi tomada até o momento. Enquanto isso, a cidade sofre com o barco à deriva sem comando, enquanto a farra com o dinheiro público pode estar acontecendo, o prefeito finge que nada sabe. As obras estão paralisadas, os serviços essenciais não estão funcionando adequadamente e o prefeito continua na sua redoma sendo induzido pelas informações que chegam aos seus ouvidos pelos bajuladores. É sabido que os maiores inimigos do homem são os bajuladores.

O prefeito sendo realmente honesto, não deveria permitir que se praticasse caça às bruxas, abatendo funcionários que supostamente denunciam possíveis praticas abusivas de corrupção.

Portanto cada funcionário abatido é como se todos estivessem com o pescoço na forca e a qualquer momento podem ser sacrificados. É por isso que esta novela nos faz lembrar o livro que tanto sucesso tem feito ao longo do tempo: POR QUEM OS SINOS DOBRAM?

“Quando cai um funcionário, caem todos, pois todos são parte do funcionalismo”.

 

 

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui