População de Cabrália se mobiliza para discutir Plano de Habitação

Foto: Ascom da Prefeitura de Santa Cruz Cabrália
Foi realizada no dia 29/11, na Câmara de Vereadores de Cabrália, audiência pública para apresentar o Plano Local de Habitação de Interesse Social (PLHIS). A sede do Legislativo lotou e representantes da sociedade, presidentes de associações, de entidades e do empresariado local fizeram questão de comparecer ao evento e saber mais sobre as novidades no setor habitacional.

De acordo com a representante da empresa Mapa, responsável pela elaboração do Plano, em conjunto com a prefeitura, a arquiteta e urbanista Mariana Poli, o PLHIS compreende um diagnóstico da questão habitacional, possibilitando principalmente o conhecimento do déficit e das demandas por habitação frente ao crescimento populacional do município, possibilitando a estruturação de princípios e diretrizes que irão nortear as linhas programáticas, os recursos e fontes de financiamento para enfrentamento dos problemas relacionados à habitação em Cabrália. “A partir do plano iremos saber, realmente, o que Cabrália precisa para que seus moradores passem a ter moradias dignas”.

O PLHIS é um instrumento político-administrativo que permitirá a implementação de programas, metas e ações com objetivo de reduzir o déficit habitacional no município e possibilitar a melhoria da qualidade de vida da população, prioritariamente das famílias com renda de zero a três salários mínimos. Esse é o principal objetivo da prefeitura, com a execução do Plano, investir na comunidade carente da cidade.

Cabrália é a primeira no Extremo Sul

O Plano é uma exigência do Ministério das Cidades para projetos de construção de moradias populares. Cabrália foi elogiada pela arquiteta por estar à frente de outros municípios, sendo a única cidade do Extremo Sul da Bahia, na elaboração do plano, prestes a concluí-lo até o fim do ano, conforme exigência do governo federal. “Os municípios que não tiverem o Plano, não receberão verbas para o setor. Por isso, Cabrália está de parabéns”.

De acordo com a arquiteta, são três as etapas do Plano de Habitação de Cabrália, a primeira já foi concluída e definiu, em conjunto com a comunidade, a metodologia de trabalho. A segunda irá diagnosticar os problemas, e a terceira prevê a ação definindo onde, quando e quantas moradias serão necessárias construir. “É um plano que objetiva evitar a favelização, oferecendo moradia digna ao trabalhador de baixa renda”, argumentou Mariana.

Entre as metas estabelecidas no Plano de Habitação, de acordo com a comunicóloga, Rita Shebab, que também compõe a equipe responsável pela execução do Plano, estão enfrentar o déficit habitacional, implementar a função social da propriedade urbana, reverter processos de segregação e exclusão sócio-espacial. “A partir do plano poderemos colocar Cabrália no caminho da sustentabilidade”. Informou Rita, que ressaltou também a importância da participação da comunidade. “Para que avencemos precisamos transformar os moradores em agentes sociais”.

Fonte: Camila Knack e Marcele Pontes/ Ascom da Prefeitura de Santa Cruz Cabrália

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui