Policiais civis de Eunápolis prendem em Brasília investigado no ‘caso Rielson’

Rielson foi morto em julho de 2014. Foto reprodução

Na manhã de quarta-feira, 05 de agosto, no curso das investigações acerca do homicídio de Rielson Santos Lima, então prefeito do município de Itagimirim, policiais civis de Eunápolis, com apoio operacional da Polícia Civil do Distrito Federal, prenderam um homem suspeito de envolvimento no crime em Brasília/DF.

O crime ocorreu em 29/07/2014, em Itagimirim, quando o prefeito, de 51 anos, foi surpreendido em via pública por um atirador. Logo após atirar contra a vítima, o pistoleiro fugiu na mesma motocicleta que utilizou para chegar ao local.

O delegado Moisés Damasceno, coordenador da 23ª Coorpin, informou que o homem está sendo recambiado para o município de Eunápolis. Ele já teve a prisão temporária decretada pelo juiz Otaviano Andrade Sobrinho, titular da 1ª Vara Crime da comarca local. O acuado será ouvido pelo mesmo juiz.

Segundo a Coordenação da 23ª Coorpin, o preso está sendo recambiado e, na Bahia, será apresentado ao juiz dr. Otaviano Andrade de Souza Sobrinho, titular da Vara do Júri da Comarca de Eunápolis, que decretou a prisão temporária.

Mais detalhes acerca da investigação serão passados após a chegada das equipes envolvidas.

Crime
O prefeito foi atingido por quatro tiros no tórax, pulmão e abdômen em uma praça localizada na cidade de Itagimirim. Segundo testemunhas, ele estava num bar com um primo quando dois homens chegaram a bordo de uma moto. Ele chegou a ser socorrido para o Hospital Regional de Eunápolis, mas não resistiu e morreu durante cirurgia.

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui