Latrocidas são presos pela Polícia Militar

Teixeira de Freitas – José Alves Martins, 51 anos, foi assassinado na manhã de terça-feira, 2 de novembro, na Rua Lauro Farone, bairro Jardim Planalto, com diversas facadas. Os responsáveis pelo crime foram Maiksuel Silva Santos, de 18 anos, e o menor de iniciais R.S.L., de 17 anos, os quais ainda roubaram a carteira da vítima, com certa quantidade em dinheiro, e, em seguida, tentaram fugir para o Espírito Santo.

No entanto, ao empreender a fuga, terminaram detidos pela Polícia Militar. Na ocasião, o menor R.S.L. confessou ser ele o autor do crime e inocentou Maiksuel, pois, segundo ele, este teria somente arrombado a porta da residência da vítima para que ele pudesse adentrar.

Maiksuel, por sua vez, confirma que sua única participação no fato fora, realmente, arrombar a porta, mas, aponta a participação de uma terceira pessoa, que teria fugido. Ele, porém, já possuí algumas passagens pela polícia, todas por assalto, sempre forjando estar armado para roubar suas vítimas.

O menor que assume toda autoria do homicídio alega ter matado José Alves Martins em razão de uma dívida que a vítima possuía com ele, pois foi contratado por diversas vezes para fazer serviços íntimos para José que, de acordo ao menor, era homossexual e lhe pagava cerca de trinta reais por cada programa, mas, acumulou uma dívida de cento e sessenta reais, dizendo ao menor que não o pagaria.

Ele, então, chamou seus colegas para efetuar a cobrança, mas, ao chegar ao local, decidiu matar a vítima. Quando tomou essa decisão, Maiksuel foi embora e ele mesmo teria matado José e em seguida pegado sua carteira que continha 40 reais em espécie. Com o dinheiro, ele e seus comparsas teriam comprado duas passagens para Braço do Rio, em Pedro Canário, no Espírito Santo, com o objetivo de fugir, todavia, tudo deu errado porque não possuía no momento do embarque documentos pessoais.

Fonte: Sulbahianews

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui