PM apresenta diagnóstico das ações de policiamento em Porto Seguro

Comandante do 8º Batalhão ocupou a tribuna livre e apresentou um diagnóstico das ações de segurança pública, referente à Polícia Militar no município. Fotos Ascom

Em sessão ordinária realizada na Câmara de Vereadores de Porto Seguro, o comandante do 8º Batalhão ocupou a tribuna livre e apresentou um diagnóstico das ações de segurança pública, referente à Polícia Militar no município. Foram elencados recursos financeiros destinados ao 8º BPM no ano de 2017, os quais envolveram despesas com manutenção de viaturas, combustível, capacitação, manutenção de instalações, material de consumo e outros meios utilizados na prestação de serviços em eventos policiados, dentre estes, postos policiais e postos elevados móveis.

Também, foram apresentados os resultados das ações de policiamento ostensivo como apreensão de armas de fogo, drogas e veículos. Além da prisão de pessoas em flagrante, abordagens, escoltas de presos e policiamento em eventos, este último atingindo o número de 1.721 eventos somente no ano de 2017, na sua maioria vinculados às festividades em geral, devido à característica turística da região.

O comando do 8º Batalhão ainda apresentou um panorama das ações de polícia comunitária desenvolvidas no período, a exemplo do Programa Judô pela Vida, Projeto Viver Melhor e o Programa Educacional de Resistência às Drogas (Proerd). Igualmente, foram disponibilizados dados relativos ao chamado controle interno disciplinar, como o fortalecimento das medidas correcionais e registro de atos elogiosos referentes às ações de destaque por parte do efetivo empregado na Unidade Policial.

Na visão do comandante do 8º Batalhão de Polícia Militar, major PM Anacleto França, justifica-se o pronunciamento na tribuna livre da Câmara de Vereadores na medida em que a Polícia Militar é um órgão encarregado de aplicar a lei, e, por isso, deve esclarecer à comunidade que serve as ações e os procedimentos adotados no exercício de sua atividade, daí nada melhor do que a Câmara de Vereadores, formada por representantes de toda a sociedade, para levar a mensagem relativa ao nosso desempenho aos munícipes. Salienta ainda o major França que o dever de prestar contas é decorrência natural da administração. No caso do administrador público, este dever se torna muito mais exigível, pois, refere-se a gestão de bens e interesses da coletividade. Tornando-se um dever indeclinável de todo administrador público.

Em seguida, foi aberta a palavra aos vereadores para o debate, onde foram esclarecidos pontos relativos a estratégia e táticas gerais do policiamento na área do 8º Batalhão ( Porto Seguro, Santa Cruz Cabrália e Belmonte), com vista a prevenção criminal, ponto essencial em qualquer política de gestão da segurança pública, segundo o Comandante. Por fim, foi feito o agradecimento a todos os presentes, em nome da Polícia Militar, ao espaço cedido pela Câmara de Vereadores na pessoa do vereador Evair Fonseca, atual presidente da Casa Legislativa.

 

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui