Plantio: produzir para o consumo da propriedade

O que mais contribui para os altos custos de produção são os insumos, matéria-prima na alimentação dos animais. O custo das rações eleva os custos de produção, tornando em alguns momentos, inviável para se chegar a um preço competitivo, mas que não pode ser desconsiderado, pois, sem a alimentação balanceada a produção se torna ainda mais difícil.

Depois de presenciar várias propriedades com os mesmos “problemas”, resolvi analisar outras que conseguem se sustentar e competir no mercado, analisando os pontos diferenciais, que se revertia em lucros e continuidade de produção.

Todas estas propriedades apresentaram um ponto diferencial, elas produziam seus insumos para consumo próprio, o excesso vendia para vizinhos e para cooperativas. Como exemplo, posso citar o Sítio Shamballah de 12 Hectares que produz 40 litros leite/vaca/dia num total de 400 mil litros de leite ao ano. Produzindo a alimentação necessária para seu rebanho, em parceria no plantio com indústrias de semente e de insumos, tornando altamente viável a produção, barateando o custo de produção.

Devemos pensar em produzir os alimentos necessários, para que fique vantajosa a produção, para que além de produzir para o consumo próprio, possa fornecer para vizinhos de propriedade, produtores que possuam pouca extensão de terra. E para estes, deixar claro que planejamento, inovação, plantio e visão de futuro, podem auxiliar em uma atividade. Precisamos inovar, pensar em alternativas e driblar os citados “problemas”.

Esta é uma postura de quem luta para tornar melhor o terreno onde escolheu para produzir.

 

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui