Pequenos agricultores fornecem alimentos para a merenda escolar em Porto

Pequenos agricultores fornecem alimentos para a merenda escolar. Fotos Ascom

Já está em fase final de implantação em Porto Seguro o PNAE (Programa Nacional de Alimentação Escolar), através do qual, 30% dos produtos utilizados no preparo da alimentação escolar são fornecidos pelos pequenos produtores locais. Este ano a prefeitura, através das secretarias de Agricultura e Educação, estará investindo cerca de R$1,5 milhões na compra dos alimentos, beneficiando diretamente nove associações de pequenos agricultores que se inscreveram no programa e apresentaram toda a documentação exigida pela lei.

A prefeita da cidade, Cláudia Oliveira, destaca a importância de se adquirir produtos da agricultura familiar local. “Temos por precaução, buscar caminhos legais que garantam a participação dos produtores locais nos certames de compra de alimentos, beneficiando o homem do campo do nosso município e consequentemente fomentando a economia local. Nossa produção da agricultura familiar é comprovodamente de boa qualidade e vai atender muito bem a merenda escolar dos nossos alunos”, disse a gestora.
Todas as 108 escolas do município, incluindo as unidades da zona rural e aldeias indígenas serão contemplados pelo programa, que beneficiará cerca de 29 mil alunos. Entre os itens que passarão a integrar o cardápio da merenda escolar estão: aipim, alface, abóbora, banana, batata doce, couve, rúcula, farinha de mandioca, mamão, melancia, milho verde, maracujá, entre outras. Segundo o engenheiro agrônomo da Seagri, Lázaro Vinhas, “a prefeitura paga bem e em dia pelos produtos, gerando mais renda para os agricultores, enquanto os alunos consomem alimentos de qualidade e menos industrializados”.
A coordenadora da merenda escolar da Secretaria de Educação, Maria Célia Barbosa ressalta que são necessários muita dedicação e planejamento para colocar o programa em prática. Um esforço conjunto, que leva em consideração as demandas de cada escola. “Precisamos ser eficientes para garantir uma alimentação saudável e de qualidade para nossos alunos de todas as escolas, considerando que para muitos a merenda é a única alimentação do dia”, enfatiza.
O secretário de Agricultura, Aliomar Bittencourt reforça a importância do programa para incrementar a renda da agricultura familiar. “Dessa forma os produtores têm a garantia da venda dos seus produtos, fazendo com que o dinheiro circule no próprio município. Ao mesmo tempo estamos levando mais saúde para as crianças, evitando doenças através da alimentação de qualidade.”

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui