PC do B de Itabuna comemora 90 anos lançando pré-cadidatura de Wenceslau Júnior

O PC do B de Itabuna fez uma grande festa para comemorar os 90 anos da legenda a nível nacional. A comemoração se deu no Itabuna Esporte Clube e reuniu nomes da política local de outras agremiações políticas, como a presença do ex-prefeito Jabes Ribeiro. Também foram notadas as presenças dos prefeituráveis Acácia Pinho (PDT), Roberto Minas Aço (PP), Leninha Alcântara (PMDB), além de dirigentes partidários de outras legendas, como PSDB e PSB.

O ato foi dirigido pelo presidente municipal, ex-vereador Luis Sena, e contou com a participação do vice-presidente estadual e presidente da Bahiagás, Davidson Magalhães. Também prestigiaram o evento os pré-candidatos a prefeito Claudivane Leite (PRB), além do secretário Geral do PP – Jabes Ribeiro, do presidente do PSDB – José Adervan, da presidente do PPS – Mariana Alcântara, do presidente do PRB – Pastor Francisco, do presidente do PV – Maxuel, do vereador Glebão (PV), do ex-presidente da Câmara Municipal – Edson Dantas e da maioria dos pré-candidatos a vereador do PC do B.

Muitas pronunciamentos aconteceram, sendo as mais esperadas a do vice-presidente do PCdoB BA, Davidson Magalhães, e do prefeiturável Wenceslau Junior. Davidson, atual presidente da BAHIAGÁS, era candidato mas retirou seu nome em favor de Wenceslau, ressaltando a capacidade política desse: “. “São 22 anos de militância e dedicação às causas de Itabuna e da região”, afirmou, ressaltando também a luta que Wenceslau desenvolveu a favor da estadualização da UESC e o desempenho como vereador de diversos mandatos em Itabuna. Magalhães também fez um emocionado relato da história do PC do B e da participação da legenda em toda a história do Brasil.

Ao lado da esposa Márcia Rosely e da mãe dele, Zuleide, Wenceslau Júnior falou da necessidade da formação de uma frente de partidos e deu estocada no prefeito Capitão Azevedo (DEM). “A atual gestão de Itabuna não está conseguindo dar respostas aos problemas do presente, muito menos consegue planejar o futuro. É o governo do improviso. Nem a questão do trânsito, que é a área do prefeito, foi resolvida”.

Davidson Magalhães, vice-presidente estadual do PC do B e presidente da Bahiagás

“Nesse momento saudamos aqui a história de 90 anos de luta de um grande partido. O PC do B sempre soube enxergar a hora e analisar a história com correção, sem transigir com seus ideais socialistas. Participou de todos os grandes momentos da História do Brasil. Foi o partido que mais combateu o autoritarismo pós 64, que mais se empenhou na luta contra a ditadura. Quantos companheiros ficaram pelo caminho, quantos deveriam estar aqui conosco, celebrando com orgulho a nossa história de 90 anos pelo Brasil.

É com emoção que lembramos essa história, é com orgulho que falamos hoje do Partido e da sua atual participação na construção de um Brasil mais justo. Marchamos com Lula até a grande vitória de 2003 e participamos do governo do Operário. Agora, com o Ministério dos Esportes, participamos do governo de Dilma Roussef, a primeira mulher a ocupar a presidência do Brasil.

Nossa história está aí: uma história de lutas, de um partido socialista que não transige de seus ideais históricos. Também queremos escrever um novo tempo para Itabuna. Precisamos livrar nossa terra dessa falsa bipolarização que há mais de 20 anos nos infelicita. Há um grupo de partidos que pretende um tempo novo para Itabuna, um tempo de progresso e sem donos do poder. Pensando nesse tempo, nós, que nos alinhamos a esse grupo, é que hoje estamos propondo o nome combativo, honesto e destemido de Wenceslau Junior como pré-candidato a prefeito do PC do B.

A escolha do nome de Wenceslau se deve, sobretudo, à sua capacidade política. São 22 anos de militância e dedicação às causas de Itabuna e da região. Desde 1990, quando ingressou no curso de Direito da antiga Fespi, participou do Movimento Estudantil na luta pela estadualização da, hoje, Uesc. Vereador por três mandatos, tem tido, juntamente com seus companheiros de bancada, uma atuação destacada não só nas causas de Itabuna, como nas causas regionais como foi o caso da estadualização e da luta pela Universidade Federal do Sul da Bahia. Esse é o nome, esse é o nome para Itabuna.

Viva o PCdoB! Viva a Bahia! Viva Itabuna!”

Wencesleu Júnior, pre-candidato a prefeitura de Itabuna

“Esse momento é de muita alegria, de muita comemoração, mas também de muita reflexão. Estamos comemorando aqui os 90 anos do PCdo B no Brasil, uma caminhada de lutas, muitas vezes sofridas e desentendidas, mas, sempre de lutas a favor de nossa gente, a favor de nosso povo.

Desde quando surgimos, foi sempre assim. Nunca concordamos em mudar a estrutura do nosso pensamento, pois esse pensamento sempre foi o da justiça social e sempre foi de luta pelo trabalhador. A foice e o martelo que simbolizam nosso partido são instrumentos do trabalho, o trabalho que dá dignidade e liberta.

Estou sendo escolhido como pré-candidato do PC do B a prefeito de Itabuna. Sei da responsabilidade, sei do tamanho da luta, sei dos sacrifícios, mas não fugirei da responsabilidade. Agradeço aqui a confiança do meu partido e buscarei honrar essa confiança em todos os momentos. Quero chamar, nesse momento, para ficar aqui do meu lado, a minha mãe, a professora Zuleide e minha esposa Márcia Rosely, exemplos de mulheres fortes, como forte hoje é a mulher brasileira, representada pela presidente Dilma Roussef. Sem essas duas mulheres lutadoras eu não sou nada, gostaria de dividir esse momento de emoção com a minha família.

Precisamos construir a cada dia a unidade desses partidos que aqui estão. Infelizmente, a atual gestão de Itabuna não está conseguindo dar respostas aos problemas do presente, muito menos consegue planejar o futuro. É o governo do improviso. Nem a questão do trânsito, que é da área do prefeito, foi resolvida.

Não podemos perder a oportunidade de planejarmos a cidade para potencializar as oportunidades que irão surgir como os investimentos do Porto Sul, Ferrovia, Gás Natural, Duplicação da Ilhéus-Itabuna, ZPE, Terminal Pesqueiro. Mas a aliança não pode ser feita apenas para ganhar as eleições, temos que governar com que ajudou a viabilizar o projeto. Aqui não existe vaidades porque não estamos diante de um projeto pessoal, familiar ou de um pequeno grupo que quer se beneficiar do poder. Estamos aqui porque queremos verdadeiramente transformar Itabuna numa cidade digna, moderna, humana e solidária.

Muito obrigado, e vamos em frente.”

Por Jadilson Moraes

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui