Padre candidato ao Nobel admite abuso de menor

O padre e sociólogo belga François Houtart, de 85 anos, um dos idealizadores do Fórum Social Mundial, admitiu ter abusado sexualmente de um primo menor de idade nos anos 70. Em carta divulgada pelo jornal belga Le Soir, Houtart corrobora algumas denúncias feitas pela irmã da vítima para impedi-lo de concorrer ao Nobel da Paz.

Houtart é um dos líderes do altermundialismo, movimento que pede uma alternativa ao capitalismo. Na carta, o padre conta que os abusos ocorreram quando ele esteve hospedado na casa de tios, nos arredores da cidade de Liège. “Ao atravessar o quarto de um dos filhos, toquei as suas partes íntimas por duas vezes, o que o acordou e o assustou”, descreve Houtart. O menino, que tinha 8 anos de idade, relatou o ocorrido aos pais. A prima denunciou o caso duas vezes, mas só o tornou público em outubro, em meio a uma campanha de simpatizantes do padre pela candidatura ao Nobel.

Fonte: Bahia Notícias

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui