Pacientes do “Melhor em Casa” contam com atendimento humanizado em Mucuri

Pacientes do “Melhor em Casa” contam com atendimento humanizado em Mucuri. Foto: Ascom

 

A Prefeitura de Mucuri através da Secretaria Municipal de Saúde ofereceu uma nova estrutura ao Serviço de Atenção Domiciliar (SAD), popularmente conhecido por Programa Melhor em Casa (MEC), com a reestruturação do programa e ampliação da equipe multidisciplinar de atendimento domiciliar. O Programa oferece assistência multiprofissional aos usuários que estão em condições nas quais o atendimento domiciliar seja o mais indicado para o tratamento e quando o grau de complexidade excede a competência das Unidades Básicas de Saúde (UBSs).

O secretário Municipal de Saúde de Mucuri, o farmacêutico bioquímico Fernando Gonçalves Jardim, explica que o programa oferece na moradia do paciente um conjunto de ações de promoção à saúde, prevenção e tratamento de doenças e reabilitação, com garantia da continuidade do cuidado e integrada à Rede de Atenção à Saúde. E que de acordo com a necessidade do paciente, esse cuidado em casa pode ser realizado por diferentes equipes especializadas.

O atendimento em casa

“Através dos esforços do prefeito Roberto Carlos Figueiredo Costa “Robertinho” (DEM), que busca melhorias na assistência à população de Mucuri, hoje o município conta com uma equipe devidamente completa do Melhor em Casa”, salienta o secretário. E que o objetivo do novo Melhor em Casa implantado pela atual gestão do prefeito Robertinho é levar atendimento médico às casas de pessoas com necessidade de reabilitação motora, idosos, pacientes crônicos sem agravamento ou em situação pós-cirúrgica, evitando internações hospitalares desnecessárias e as filas dos serviços de urgência e emergência.

O secretário de saúde Fernando Jardim informa que o Melhor em Casa com a atenção domiciliar proporciona ao paciente um cuidado ligado diretamente aos aspectos referentes à estrutura familiar, à infraestrutura do domicílio e à estrutura oferecida pelos serviços para esse tipo de assistência. Dessa forma, evita-se hospitalizações desnecessárias e diminui o risco de infecções. Além disso, melhora a gestão dos leitos hospitalares e o uso dos recursos, bem como diminui a superlotação de serviços de urgência e emergência.

Familiar/Cuidador

Segundo o secretário Fernando Jardim, o programa ainda qualifica os membros da família para lidar com o paciente, porque a presença do familiar/cuidador facilita novas formas de produção do cuidado e de interações com a equipe de saúde. Tendo em vista que os profissionais cuidadores desenvolvem um conjunto de ações, incluindo o ensinamento de hábitos saudáveis de vida, como: alimentação balanceada, prática regular de atividades físicas, convivência social estimulante, atividade ocupacional prazerosa e mecanismos para reduzir o estresse.

“No governo do prefeito Robertinho, o programa que é coordenado pelo enfermeiro Oseias Ferreira dos Santos, ganhou estrutura e atenção especial da gestão municipal com todas as condições possíveis, transporte, combustível, motorista particular, ampliação da equipe e valorização profissional. A intenção do prefeito Robertinho é formar uma segunda equipe multidisciplinar para ampliar a área de atuação do programa, tudo dentro do processo de humanização da saúde pública do município em que foi implantado pelo prefeito Robertinho que hoje proporciona conforto, carinho, humanização e dignidade aos pacientes e seus fa miliares”, garante Jardim.

Saúde Humanizada

O programa leva saúde humanizada para pacientes que necessitam de cuidados hospitalares no conforto dos seus lares, ao lado dos seus familiares, fatores importantíssimos no cuidado e na reabilitação dos mesmos. “O programa é composto por equipe multidisciplinar formada, prioritariamente, por médico, enfermeiro, fisioterapeuta, nutricionista, fonoaudiólogo, assistente social, terapeuta ocupacional, psicólogo, odontólogo, técnicos de enfermagem e farmacêutico podem também compor as equipes de apoio, que prestam assistência em caráter substitutivo ou complementar à internação hospitalar”, informa o coordenador do programa em Mucuri, Oseias Ferreira dos Santos que &e acute; enfermeiro de formação e especialista na Gestão em Saúde.

O coordenador Oseias Ferreira explica que os pacientes admitidos pelo Melhor em Casa no município de Mucuri contam com assistência contínua e qualificada todos os dias da semana, incluindo sábados, domingos e feriados. Que são atendimentos destinados aos mucurienses que possuam problemas de saúde e que necessitem de maior frequência de cuidados, ou ainda, que tenham dificuldade ou impossibilidade física de locomoção até uma unidade de saúde e demandam de acompanhamentos contínuos.

Qualidade de vida do paciente e da família

Além disso, acrescenta o enfermeiro Oseias Ferreira, o Programa Melhor em Casa também permite que a equipe de saúde conheça melhor a realidade do paciente, o que auxilia na melhoria da qualidade de vida de toda a família, porque oferece, maior comodidade e conforto ao doente, sendo tratado no conforto da sua casa e ao lado dos familiares, tanto que o programa gera economia nos gastos hospitalares de até 70% dos recursos que seriam gastos para o cuidado adequado de determinado paciente se o mesmo fosse hospitalizado.

O coordenador Oseias Ferreira ainda esclarece que público-alvo são pessoas de qualquer faixa etária que necessitem de cuidados diários para recuperação de problema agudo de saúde, seja por infecções, traumas, descompensações de doenças crônicas ou pessoas com necessidade de cuidados paliativos, como pacientes com doenças terminais. O Melhor em Casa em Mucuri foi instituído em 17 de dezembro de 2019 e começou efetivamente em março de 2020 e neste período já fez mais de 4.200 atendimentos no município, mas somente nesta atual gestão, o programa ganhou a devida estrutura recomendada pelo SUS – Sistema Único de Saúde.

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui