Oposição: ser ou não ser?

Atendência natural de quem está no poder é atrair, de alguma forma, a imprensa para o seu lado. Entretanto,muitos governantes conseguem mantê-la amordaçada pela força do poderio econômico, o que é perfeitamente natural, uma vez que, a imprensa necessita de meios de sobrevivência. Fazer oposição não rende dividendos econômicos. Em vários Estados e municípios brasileiros, governantes têm se mantido no poder porque investem maciçamente na comunicação. Como foi o caso do primeiro governo de Jaques Wagner na Bahia.

Representantes da região

O Extremo Sul da Bahia possui, hoje, dois representantes da região como deputados federais: Jânio Natal e Valmir Assunção. E dois deputados estaduais: Ronaldo Carletto e Temóteo Brito. Os quatro devem voltar a disputar as eleições. É tida como certa a candidatura de Ronaldo Carletto para deputado federal. Com isso, a chance de Jânio Natal se reeleger diminui, pois disputam votos na mesma faixa do eleitorado. A candidatura de Temóteo perde força nos dois principais colégios eleitorais –Teixeira e Alcobaça, porém, com apoio de Otto Alencar, está buscando se fortalecer em outras regiões, principalmente no Sudoeste da Bahia, onde seu nome é muito conhecido.

Novas candidaturas regionais

A candidatura de Robério Oliveira, possivelmente, renderia uma eleição, pois saiu fortalecido das urnas ao eleger dois prefeitos em cidades importantes – Eunápolis e Porto Seguro, as quais figuram entre os três maiores colégios eleitorais da região. Entretanto, o novo prefeito, Neto Guerrieri, poderá não apoiá-lo. O secretário Wilson Brito é um nome cogitado e tem chance de sair candidato, resta saber se vai querer deixar o governo para se candidatar. O ex-deputado Uldurico Pinto vem afirmando,reiteradas vezes, que não será candidato. Será que não?! Em ambas as esferas candidaturas novas deverão surgir, com chances reais de vitória. Vamos aguardar o andar da carruagem!

Prefeito de Teixeira abre a caixa preta

Numa coletiva concedida à imprensa, o novo prefeito de Teixeira de Freitas abriu a caixa preta e mostrou toda sujeira que o ex-gestor deixou embaixo do tapete. Através de fotos, o secretário de Saúde mostrou o descaso em que foram deixados os equipamentos hospitalares do município. O abandono é tão grande que falta todo tipo de remédios nos hospitais que atendem à população regional através de convênios firmados. Assim como a saúde, outros setores do governo estão em completo abandono, como é ocaso da educação, em que a secretária se mostrou preocupada, confessando que chorou muito diante do descaso, chegando a pensar na desistência, mas, resolveu enfrentar o desafio. Parabéns pela atitude. Desejamos sucesso!

Ex-padre pode ir parar na cadeia

Dentre as cidades da região do Extremo Sul da Bahia, Teixeira de Freitas é a que o ex-gestor deixou maior divida, sem dinheiro no caixa. Apparecido Staut pode ir parar na cadeia por ter cometido crime de responsabilidade e improbidade administrativa. Segundo o advogado Carlos Augusto Medrado: “Dentre as penalidades para crime de responsabilidade, existe a pena privativa de liberdade”. Para que isso aconteça, o acusado tem que ser condenado, porém, é assegurado a ele o direito de ampla defesa.

Lula tirou o time de campo

Diante das crises que o país está enfrentando, o ex-presidente Lula saiu de cena. Certamente, a crise do mensalão e a crise econômica são os principais motivos de ele ter mergulhado. Assim,como Lula foi importante para a pobreza, Fernando Henrique foi importante para o fortalecimento da moeda nacional.

 

 

 

 

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui