Operação Cruzeiro do Sul: Justiça prorroga prisão dos presos

Por Ramiro Guedes

Uma decisão da Justiça lançou mais lenha na Operação Cruzeiro do Sul, que investigou a chamada “Máfia do Carvão”, organização atuante nos estados da Bahia, Espírito Santo, Minas Gerais e São Paulo. O Dr. Leonardo Santos Vieira, juiz de Direito da Vara Criminal da comarca de Mucuri, prorrogou a prisão dos 14 acusados presos na operação. A prorrogação aconteceu no sábado, dia 10 de dezembro.

Os 14 acusados são: Elberton Ferreira Alves, Luiz Arruda (Ceará), Marcos Abreu e Souza, Áureo Itamffer Moreira Jr. (Juninho), Marcleivan Moraes Cardoso, Ismael Spada, Ivone Reis de Oliveira, Sidney Baiense Pereira, Diosizi Monteiro Jr. (Jun inho), Cely Regina Oliveira Monteiro, Fabricio Mauro Soprani (Bibiu), Marcelino Antônio Roza, João Gnçalves da Silva (João da Civil) e Wanderson Neres Miranda (Catatau), que tiveram a prisão provisória prorrogada por mais 5 dias.

Os acusados continuarão presos em Teixeira de Freitas, no aguardo do desfecho das investigações. Já foram apreendidas motos, computadores, carros de luxo e documentos diversos dos presos, que, além disso, tiveram suas contas bancárias bloqueadas, tendo tudo alcançado o valor de R$ 6 milhões de reais.

Informações da 8ª. COORPIN dão conta de que o delegado Marcus Vinicius, coordenador da unidade, está em Salvador, buscando conseguir a transferência de Marcelino Antônio Roza e do policial civil João Gonçalves da Silva para Teixeira de Freitas.

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui