Onde Deus costuma estar?

“Com isso todos saberão que vocês são meus discípulos, se vocês se amarem uns aos outros.” (João 13.35)

Temos a ideia de que Deus, preferencialmente (para alguns, exclusivamente), está dentro de um templo, especialmente o nosso, o da nossa igreja. Mas, talvez, poucas vezes pensamos que Ele possa estar em outros lugares, numa pizzaria ou num parque, ao ar livre, por exemplo! Talvez a razão de  pensarmos assim seja o fato de que, inconscientemente, limitamos Deus a nós mesmos. Na teoria, somos os religiosos que somos por causa de quem Deus é, mas na prática, pode ser o contrário: nosso Deus é como é por causa do tipo de religiosos que somos. De certa forma, Deus precisa combinar conosco para ser o nosso Deus! Assim pensamos (sem pensar) que Ele, por exemplo, tem a mesma preferencia musical que temos e aprova o mesmo tipo de roupa que aprovamos, pois orienta-se pelo mesmo significado que damos a palavras como reverência ou santidade. É assim que somos, mas nem sempre percebemos.

Lembro-me de ter lido um artigo há muitos anos, em que certo pastor contava sua experiência. Ele havia sido convidado para pregar em uma igreja e o fez no sábado e duas vezes no domingo. Ao chegar ao hotel à noite, após o culto de domingo, sentia-se cansado e muito abatido. As reuniões haviam sido tristes e pesadas. As pessoas muito fechadas e pouco comunicativas. Um silêncio intenso marcou os cultos. Não havia crianças e tudo seguia uma ordem estrita. E então pensou: será que Deus estava lá conosco? Já deitado e pensando nisso, percebeu o barulho de vozes e risos vindos de uma lanchonete, logo abaixo, em frente à janela do seu quarto. Levantou-se e olhou. Havia pessoas conversando animadas e alguém cantava e tocava um violão, sendo acompanhado por alguns dos presentes. Ele então, uma vez mais se perguntou: será que Deus está ali com eles? Que resposta você daria a essas perguntas?

Jesus disse que onde pessoas se reunissem em seu nome, lá Ele estaria. É o caso do templo, e não da lanchonete! Entendo e acompanho bem esse raciocínio. Afinal, vou mais ao templo que a lanchonetes. Mas, pensemos um pouco mais: Jesus nos mandou amar, logo, estar reunidos em seu nome seria dizer “estamos aqui em nome de Jesus” ou seria agir, amando e servindo como Jesus pediu? O título de hoje pergunta: Onde Deus costuma estar? Será que Ele se disporia a estar tanto numa lanchonete quanto num templo? Ele sempre está nos nossos templos e nunca numa lanchonete? Acredito que Ele costuma estar onde Seu amor e graça podem alcançar pessoas e salva-las, confortá-las e restaura-las. Ele está sempre buscando pessoas! O templo é um lugar perfeito para a manifestação da presença de Deus, mas é preciso lembrar o verdadeiro templo somos nós. É nossa vida que tornar sagrado o templo, e não o contrário! E a vida de quem sacraliza o templo é cheia de amor e faz o amor sua identidade como discípulo de Cristo!

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui