OAB subseção Teixeira de Freitas divulga Nota de Esclarecimento

A Ordem dos Advogados do Brasil – Subseção de Teixeira de Freitas visando esclarecer os fatos que envolvem a notícia de suposta ameaça envolvendo advogado inscrito em nossa Subseção, informa o que segue abaixo:

Na manhã do dia 04 de agosto de 2017, recebemos a notícia de que um advogado de outro Estado, Dr. Manoel Louback Vieira Junior, acompanhado de dois homens armados, esteve no local de trabalho de Dr. Paulo Américo e que este, imediatamente, dirigiu-se para a Delegacia registrar ocorrência.

Imediatamente, o Presidente da Comissão de Prerrogativas, Dr. Luiz Edgar Passos, ao ser acionado, fez-se presente no local e acompanhou os acontecimentos, inclusive todos os depoimentos tendo sido noticiado que os dois homens armados se identificaram na Delegacia como Policiais Militares do Espírito Santo.

De todo o relato na presença da autoridade policial, constatou-se pela Comissão de Prerrogativas que não houve qualquer ameaça proferida pelo Dr. Paulo Américo ao Dr. Manoel Louback Vieira Junior, e que o conteúdo do depoimento deste último não justifica sua lamentável conduta em procurar o Advogado Paulo Américo de forma intimidatória.

A Ordem dos Advogados do Brasil – Subseção de Teixeira de Freitas informa que não aceitará qualquer tipo de intimidação no livre exercício da advocacia. Informa ainda que, diante da gravidade dos fatos, representará à Seccional do Espírito Santo para que apure a conduta do advogado ali inscrito, bem como ao Comando Geral da Polícia Militar do Estado de Espírito Santo para apure a conduta dos dois policiais militares aqui mencionados.

Atenciosamente,

Diretoria da Subseção de Teixeira de Freitas

 

 

 

 

 

 

 

1 COMENTÁRIO

  1. Exmo.Sr.Dr.Presidente da Subsecção de Teixeira de Freitas/BA.
    Distribui uma ação de Reintegração de Posse com pedido de liminar na cidade do Prado, entretanto, por informações colhidas com o Assessor do Juiz Dr. Leonardo, o TJ/BA não revalidou os tokens e com isso a ação está paralisada. Foi feito o BO na cidade de Alcobaça e devido as ameaças ao meu filho, nora e empregado, pedimos que haja interferência no sentido da imediata atualização dos tokens para que o DD.Juiz possa dar andamento no processo nº 8000081-38.2018.8.05.0203- da cidade do Prado.Por estar advogando em causa própria peço proteção do Comando da Polícia Militar de Alcobaça (sitio ) e do Prado ( aonde tramita a ação )

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui