O sentido de tudo

JAMAIS DUVIDE

 

_”Será que uma mãe pode esquecer do seu bebê que ainda mama e não ter compaixão do filho que gerou? Embora ela possa se esquecer, eu não

me esquecerei de você!” (Isaías 49.15)_

 

Não temos como saber o que Deus decidirá fazer em cada circunstância. Ele não segue um padrão que possamos perceber. João, o Batista,

estava preso por capricho de Herodes, um governante imaturo e corruto. Para cumprir uma palavra impensada dita a uma adolescente cuja dança o

agradou, Herodes ordenou que João fosse decapitado e sua cabeça trazida numa bandeja (Mt 14.6-8). Deus poderia impedir, mas não o fez.

Herodes também prendeu a Pedro e tinha a intenção de mata-lo, mas a igreja estava orando por ele e Deus o libertou milagrosamente da

prisão. Deus interviu. Ele podia e o fez.

 

Dizer que a diferença foi a oração, seria afirmar que ninguém estava orando por João e, pior ainda, que foi esta a causa de sua morte, como se a Mão de Deus dependesse da vontade humana para se mover. Há muitas coisas que não podemos saber sobre Deus, mas há uma de que não podemos ter dúvida: Ele nos ama! Por isso o pior dos pecados que cometemos é duvidar do amor de Deus. Ele provou o Seu amor por nós deixando Cristo morrer em nosso lugar (Rm 5.8). Ele nos ama incondicionalmente e é impossível medir Seu amor. Nenhum pedido negado, nenhuma dor injusta, nenhuma perda sem explicação, nenhum fato que nos pareça contraditório à ideia de um Deus amoroso e bom deve superar a certeza do amor de Deus.

Nós falhamos em nosso amor. Há inclusive mães incapazes de amar os próprios filhos. Mas Deus não falha no Seu amor. Deus é amor. Podemos nos afastar de Deus e não conhecer Seu amor. Podemos viver vazios e carentes de amor. Não entenderemos as razões de Deus, mas jamais duvidemos de Seu amor. Não entendo como isso continua sendo verdade para todo ser humano, para crianças que são rejeitadas ao nascer e adultos que sofrem abusos e agressões. Mas, como cristão, creio que Deus nos amou, nos ama e sempre amará. A todos nós! Creio que não há pessoa alguma a quem Deus, neste exato momento, não esteja amando. Eis algo de que não devemos duvidar. Jamais.

 

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui