O Samba-reggae do Afrozumba agitou a segunda noite de festa da virada em Mucuri

A cidade está cheia de turistas e os trabalhadores do setor festejam

Samba-reggae Afrozumba agitava a massa foliã. Fotos: Ascom

A organização e as atrações que a prefeitura de Mucuri preparou para o Réveillon 2019 refletem resultados positivos. Durante a segunda noite da programação, 30, ao tempo em que a Banda de Samba-reggae Afrozumba agitava a massa foliã, os barraqueiros comemoravam as vendas. Na cidade, esteve difícil conseguir vaga em hotel ou pousada por esses dias.

O autônomo, Alex de Oliveira, morador de Teixeira de Freitas, bem que tenta encontrar, de última hora, hospedagem em uma das pousadas de Mucuri para passar a noite da virada com a família, mas ainda não conseguiu. “Ano que vem vou procurar com antecedência”, prometeu ele.

Enquanto o Alex ainda tenta, quem está na cidade aproveita e elogia, é o caso do Rubens que veio de Uberlândia-MG. No espaço de festa, aproveitando o show deste domingo, ele contou que está “gostando muito” do lugar “acolhedor e bom”. Pela primeira vez em Mucuri, Rubens planeja voltar e ainda faz o convite para que “todos que puderem, que venham para cá, passem aqui o Réveillon e o Carnaval”.

A animação dos turistas é a razão do sorriso do senhor Péricles, vendedor ambulante, que comemora as vendas e garante: “a cada momento que passa chega mais gente”. Ele contou que ao fazer suas compras pela manhã, as pessoas que andavam pelo mercado eram de fora da cidade. Pelas ruas ele teve até dificuldade. “Quase que meu carrinho nem passava pelas ruas, de tantos turistas caminhando. Uma coisa linda pra cidade da gente”, disse animado.

“Sempre fizemos o arrastão pelas ruas”

E, no quesito animação, a Banda Afrozumba, literalmente, deu show. A vocalista Bruna lembrou de outras vezes em que esteve no município e ressaltou que neste ano o diferencial foi o palco.

Sempre fizemos o arrastão pelas ruas, com percussão pesada. Este ano fizemos no palco, uma proposta diferente, mas a mesma alegria e o mesmo ‘estilo Olodum’ para interpretar os melhores sucessos do Axé”, descreveu a cantora, que faz questão de mencionar que a Afrozumba resgata a cultura afro-brasileira em sua arte.

Além da banda de samba-reggae, a noite teve o som da Juventude do Forró e Estilo 007.

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui