O mandamento do monte

“A seguir apareceu uma nuvem e os envolveu, e dela saiu uma voz, que disse: Este é o meu Filho amado. Ouçam-no!” (Marcos 9.7)

Quem é Jesus para você? Muitas pessoas querem colocar Jesus em alguma posição que consideram valiosa e respeitosa, mas que não signifique admitir que Ele é a manifestação histórica de Deus, o Filho de Deus num sentido único, o próprio Deus entre nós (Emanuel – Deus Conosco). Mas crer nas Escrituras e ser cristão é justamente crer em Jesus com todas as implicações de Sua divindade. O texto de hoje narra algo testemunhado de Pedro, Tiago e João. Três discípulos que viveram um momento sobrenatural com Jesus no Monte da Transfiguração e ouviram o mandamento do monte.

A fé cristã é a fé no Filho de Deus. Não somos seguidores de um livro, embora tenhamos na Bíblia a revelação de Deus e por meio dela recebamos orientação e conhecimento sobre Deus e Sua vontade. Mas somos seguidores de uma pessoa histórica, um ser humano-divino, cuja obra não inclui nenhuma invenção que revolucionou o mundo, nenhuma obra de arte, nenhum talento espetacular para música ou esporte. Que viveu como um simples carpinteiro e liderou doze homens comuns, um dos quais o traiu e os demais o abandonaram no momento mais difícil. Que foi crucificado e ressuscitou chocando a liderança do império romano e da religião judaica. Ele transformou de tal modo seus seguidores que, pagando com a própria vida, trabalharam para que a notícia de Jesus chegasse a nós. E ela chegou. Ser cristão é crer nas Boas Novas de Cristo entre nós!

Somos herdeiros desses cristãos primitivos e chamados a viver igualmente pela fé no Filho de Deus. A experimentar o poder de Sua ressurreição em nosso dia-dia, tornando-nos capazes para abandonar pecados e mudar hábitos que nos distanciam da vontade de Deus. A seguir os passos do Filho de Deus e assim cumprir o mandamento do monte: “ouçam-no”. Pois ouvir a Jesus é submeter-se a Ele, fazendo o que Ele mandou e confiando inteiramente em Sua direção. Vida cristã é ter Jesus como Mestre, Senhor e Salvador, cuja presença nos faz outras pessoas, revoluciona nossas prioridades, princípios e valores. Por meio de quem, de maneiras as mais inusitadas (segundo nossa lógica humana), conhecemos e experimentamos vida, e vida abundante.

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui