O evangelho de Cristo

“Como crianças recém-nascidas, desejem de coração o leite espiritual puro, para que por meio dele cresçam para a salvação, agora que provaram que o Senhor é bom.” (1 Pedro 2.2-3)

Há quanto tempo você conhece a mensagem do Evangelho? Há quanto tempo você é cristão? Qual a base de sua fé? Você conhece claramente o Evangelho e o segue? Pedro, assim como Paulo e o próprio Tiago, em algum momento de suas cartas ocuparam-se de considerar a fé de seus leitores, demonstrando preocupação se estariam mesmo seguindo o Evangelho. Algumas vezes não estavam, embora pensassem que sim. Jesus havia sido crucificado há menos de 50 anos da data em que escreveram, e já havia muita confusão, muitas ideias paralelas, controvérsias e desvios. O que podemos dizer de hoje, 21 séculos após a vinda de Cristo?

Infelizmente podemos afirmar que a coisa piorou bastante. A teologia se tornou uma árvore que dá todo tipo de fruto. Creio que devemos sempre nos perguntar se estamos realmente compreendendo e seguindo a mensagem do Evangelho de Cristo, pois corremos o risco de nos apegar a um outro evangelho (Gl 1.6-7). A religião cristã criou um lugar seguro para si: regras, normas, liturgias, programas e processos. E nós gostamos disso! Quanto mais antiga a catedral, mais sagrada aos nossos olhos. Temos receitas criadas para preparar para o batismo, para treinar para o discipulado e para libertar dos poderes das trevas. Sabemos bem como fazer e temos várias escolas para nos treinar no mais recente (ou mais antigo) processo de crescimento, transformação e santificação da igreja e das pessoas.

Mas, e quando ainda assim, apesar de tudo isso, tendo sido treinada, capacitada, ensinada e tendo acumulado muitos anos de participação na igreja, a pessoa ainda não aprendeu a ser humilde, a amar o seu próximo, a servir unicamente por servir, sem fazer do serviço uma busca por reconhecimento? Quando, mesmo com tudo isso, mesmo sabendo dar boas respostas para quase tudo, a pessoa ainda é mais veloz para identificar e condenar o pecado do irmão do que para reconhecer os próprios pecados? E quando o tema do dia entre os líderes ainda é “quem de nós é o maior”? A que distância estamos do Evangelho de Cristo? Esta é uma questão importante! Precisamos pensar sobre isso. Sonda-nos, ó Deus, e conhece o nosso coração. Veja Senhor se a nossa conduta, de fato, corresponde ao Evangelho de Cristo e guia-nos à verdade eterna!

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui