O amor e a gratidão

“Dediquem-se à oração, estejam alertas e sejam agradecidos.” (Colossenses 4.2)

Se escolhermos ou nos acomodarmos a valores equivocados, não desenvolveremos uma atitude de gratidão em nossa vida. Não o faremos pelo simples fato de que a vida não será, de fato, o que precisamos que ela seja. Por quê? Porque nós não seremos quem deveríamos ser. Valores errados resultam em pessoas frustradas, vazias, empobrecidas. Mais uma vez quero lembrar a importância do tripé oração-prontidão-gratidão. Ele precisa estar em nossa vida. Lembro-lhe que ele produz um circulo virtuoso. Compreendo até que o melhor seria pensar, não num círculo, mas num espiral virtuosos, que a cada volta nos leva mais para cima. Um espiral ascendente. Por outro lado, a falta desse tripé poderá resultar num espiral vicioso, que a cada volta nos levará mais para baixo. Um espiral descendente. Para cima e para baixo diz respeito à qualidade maior ou menor de nossa vida, o quanto ela é significativa, respectivamente.

Se queremos valores corretos para nossa vida, não precisamos pensar numa lista enorme. Não é isso que nos colocará no caminho. As empresas costumas listar seus valores, normalmente em número de cinco ou mais. Muitas vezes esses valores não passam do papel. Nem sempre os vemos na forma de atendimento, relacionamento interno ou pós-venda da empresa. Não adiante você listar cinco valores muito bonitos e que satisfaça seu intelecto. O importante é viver os valores. Explorando essa ideia creio que podemos concordar que é melhor viver a palavra de Jesus – vocês são sal e luz – do que saber vários textos de memória e viver citando cada um. Se deseja viver com valores corretos, coloque o principal mandamento – ame a Deus mais que tudo e ame ao próximo como a si mesmo – em primeiro lugar e procure vivê-lo. Esse mandamento colocará suas prioridades em ordem e atrairá os valores corretos, naturalmente.

Cumprir esse mandamento é uma tarefa para a vida toda. Precisamos adotar a postura de fazer persistentemente a mesma coisa ou seguir persistentemente na mesma direção. No caso, amar. Isso amadurecerá você. Você aprenderá muitas lições. Você amará errado, amará de forma ilusória, se decepcionará com a pessoa a quem dedicou seu amor, mas deve seguir em frente na mesma direção com persistência. E isso por fim acabará amadurecendo você e será capaz de amar melhor.  Errará menos, se iludirá menos e será mais generoso. Você será mais feliz e consequentemente, mais agradecido. Se deseja ser uma pessoa agradecida, ame a Deus e ao próximo. E não se esqueça do tripé que produz o círculo ou espiral virtuoso: oração-prontidão-gratidão. Que você seja, verdadeiramente, um sinal do Reino de Deus, uma expressão viva do Evangelho de nosso Senhor Jesus Cristo.

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui