Nova Zelândia zera casos de Covid-19 e retira maioria das restrições

Premiê da Nova Zelândia, Jacinda Ardern
Premiê da Nova Zelândia, Jacinda Ardern. Foto: CNN Brasil

A Nova Zelândia não tem casos ativos de Covid-19 pela primeira vez desde 28 de fevereiro, informou o Ministério da Saúde em comunicado nesta segunda-feira (8). Horas depois, em coletiva de imprensa, a premiê Jacinda Ardern anunciou que a partir de terça-feira o país entrará no “nível 1” de alerta.

Segundo o jornal The New Zealand Herald, o alerta “nível 1” significa que a maioria dos serviços e eventos podem funcionar próximos da normalidade, seguindo cuidados para evitar que o vírus volte a circular, como encorajar o distanciamento social entre pessoas fora de suas casas. As fronteiras, porém, seguem com restrições.

“No nível 1, esperamos a continuação da recuperação”, disse Ardern. “Certamente veremos novos casos, mas isso não é sinal de que falhamos”, acrescentou.

Na coletiva de imprensa, a premiê contou que dançou ao saber que o país zerou o número de casos ativos e afirmou que agora, com segurança, “poderemos encher esses aviões, ônibus e cafés”.

“Encerramos as transmissões por enquanto, mas a última coisa que queremos é aumentar nosso nível de alerta novamente”, disse Ardern, salientando a importância de que a população siga tomando cuidados.

Segundo Ashley Bloomfield, diretora-geral da Saúde do país,a última paciente monitorada por coronavírus – uma mulher de Auckland com cerca de 50 anos – acaba de ser iberada do isolamento, pois está livre de sintomas e é considerada recuperada.

A Nova Zelândia teve 22 mortes pelo novo coronavírus e 1.504 casos confirmados desde o início da pandemia.

CNN Brasil e Reuters

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui