Nossa missão

“Façam tudo com amor.” (1 Coríntios 16.14)

A vida às vezes é difícil. Há sempre alguém com a vida mais fácil que a nossa e outro alguém com a vida mais difícil. Esse mundo não é equilibrado e nem essa vida é, por assim dizer, justa. Isso não tem a ver com Deus. Tem a ver conosco. E o que tem tornado nosso mundo assim não são os episódios extremos, mas o cotidiano. Não cuidamos uns dos outros como deveríamos cuidar e nem da natureza. E olha que dependemos de ambos para viver! Não fazemos uns pelos outros o que deveríamos fazer. Falta solidariedade, honestidade, compromisso de fazer o melhor e fazer o bem. Somos bons em egoísmo, individualismo e ganância. Esses vícios facilmente nos prendem! O caminho para mudarmos tudo isso é o amor. Precisamos nos decidir pelo amor e, como orientou Paulo, fazer tudo com amor.

Fazer tudo com amor é mais importante que cantar um hino para louvar a Deus. Pois se cantarmos sem amor, não adoraremos a Deus. Mas se amarmos, adoraremos. Ainda que não cantemos! E quando cantarmos, nossa canção será de fato agradável a Deus.  Pois, verdadeiramente, Deus não ouve canções, Ele escuta atitudes! Dizemos que fomos  redimidos por Cristo e devemos demonstrar as evidências disso! Ir a cultos, ler a Bíblia, orar para ser ajudado por Deus e contribuir financeiramente não definem nosso dever. Devemos fazer tudo isso com amor e amar pessoas. Devemos servir! Quem ama, serve! Nossa missão é manifestar as grandezas daquele que nos chamou das trevas para a sua maravilhosa luz. Ele nos fez Seu povo e nos alcançou com Sua misericórdia (1 Pd 2.10). Não nascemos com direitos, fomos amados. Como temos passado isso adiante?

É sempre bom lembrar que a fé cristã é de um tipo que, se não há amor, tudo perde o sentido e o valor (1 Co 13.1-3). Nossa missão não é convencer as pessoas de que são pecadoras, de que Deus é justo e pedirá conta a elas e que um dia virá o juízo de Deus sobre todos nós. Isso quem faz é o Espírito Santo. Pode até nos usar para isso, mas é a missão dele! E somente Ele pode, de fato, fazer isso (Jo 16.8). Nossa missão é amar, é convidar – atrair, acolher, dar boas vindas – a todos que pudermos para que possamos mostrar a eles o que Deus tem feito por nós e pode fazer por todos. Por isso, todos os dias, onde quer que esteja, faça tudo com amor. É assim que se começa um diálogo que pode terminar com remissão, salvação e comunhão.

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui