Município de Guaratinga começou a vacinação contra a covid-19

Município de Guaratinga começou a vacinação contra a covid-19. Foto: Ascom

A técnica em enfermagem Adinalva Rodrigues, de 55 anos, entrou para a história da cidade de Guaratinga como a primeira moradora da cidade a ser imunizada contra a covid-19. Ela recebeu a dose da CoronaVac em uma cerimônia simbólica de lançamento do Plano Municipal de Vacinação na sede da secretaria de saúde, na manhã de quarta-feira, 20 de janeiro.

Foto: Ascom

“É um momento de muita satisfação. Agradeço aos meus colegas guerreiros que estão trabalhando desde o início da pandemia. Houve momentos em que nós profissionais da saúde ficamos com medo, mas tivemos que ter força e nos consolar para encarar essa doença que até então era desconhecida”, disse a técnica.

Adinalva, conhecida também como Nalva, trabalha no município há cerca de 23 anos e, atualmente, atua no Hospital Municipal Joana Moura.

Foto: Ascom

A segunda pessoa a ser vacinada foi o idoso de 89 anos Acedino Moreira Pacheco, mais conhecido com Seu Didi. “Em primeiro lugar quero agradecer a Deus. Esse período da pandemia foi muito delicado para a medicina no mundo inteiro, mas acredito que o senhor supremo do universo também faz milagres através da ciência”, agradeceu Seu Didi.

A solenidade contou com a presença da prefeita Marlene Dantas, do secretário de Saúde Rafael Gobira, da coordenadora da imunização Adriele e alguns servidores.

“Muitos acharam que a vacina demoraria para chegar em Guaratinga, mas os órgãos de saúde montaram uma força tarefa para que ela chegasse o mais rápido até aqui. Esse ato simboliza a aposta de toda a população em pôr fim a essa pandemia”, comemorou a prefeita.

A vacinação começou apenas algumas horas depois da chegada do primeiro lote com 100 doses no município. “Estamos trabalhando desde a semana passada na elaboração do plano municipal de vacinação e ontem com a chegada do primeiro lote pudemos concluir. Vamos trabalhar seguindo etapas de grupos prioritários. Essa ordem será executada de acordo com a chegada e a quantidade de cada remessa de vacina recebida”, contou o secretário de saúde Rafael Gobira.

Foto: Ascom

Os grupos prioritários do município são: trabalhadores da área de saúde e idosos com mais de 75 anos (fase 1); idosos de 60 a 74 anos em qualquer situação (fase 2); pessoas com comorbidades (fase 3); e pessoas em situação de rua, trabalhadores da educação, pessoas com deficiência permanente severa e trabalhadores de transporte coletivo rodoviário de passageiros (fase 4). A 7ª Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM) irá escoltar a equipe de profissionais da saúde que estarão em campo realizando as vacinações.

O secretário alertou que as medidas de prevenção recomendadas desde o início da pandemia continuam valendo. “Foram poucas as vacinas que chegaram em nossa cidade, então pedimos que as pessoas continuem evitando aglomerações, usando máscara, higienizando frequentemente as mãos entre outras medidas de prevenção, mesmo para aqueles que forem vacinados. Assim, poderemos acabar com o vírus de forma mais rápida”, finalizou.

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui