Mulher delata acusado de matar caminhoneiro

Foto: divulgação/Polícia Civil
A Polícia Civil de Porto Seguro já trabalha com um suspeito de ter assassinado o caminhoneiro Floriano Alves da Silva, 50 anos, na última terça-feira, dia 28, na Praça do Baianão, crime que chocou os moradores.

O jovem conhecido como Dil ou Galego ainda não foi localizado. Ele foi denunciado pela própria companheira, Jaqueline dos Santos Monteiro, 20, conhecida como Pimentinha. A mulher disse à polícia que sofreu agressão física da vítima em virtude de uma contenda com a sua filha e que relatou esse fato ao namorado, que vingou a ofensa contra a parceira desferindo cinco tiros no caminhoneiro. Ao tomar conhecimento do fato informado por Jaqueline, Galego apenas lhe perguntou onde poderia encontrar o agressor, pois “iria lhe pegar”, o que se consumou.

Floriano foi alvejado no momento em que se afastou de um grupo de amigos para falar ao telefone. Ele teria sido apontado pela irmã do acusado, uma vez que este supostamente não o conhecia.

Segundo a Polícia Civil, Galego reside na Rua do Boqueirão.

 

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui