Mudança de agenda e atitude

“Vocês ouviram o que foi dito: Olho por olho e dente por dente. Mas eu lhes digo: Não resistam ao perverso. Se alguém o ferir na face direita, ofereça-lhe também a outra. E se alguém quiser processá-lo e tirar-lhe a túnica, deixe que leve também a capa. Se alguém o forçar a caminhar com ele uma milha, vá com ele duas. Dê a quem lhe pede, e não volte as costas àquele que deseja pedir-lhe algo emprestado”. “Vocês ouviram o que foi dito: ‘Ame o seu próximo e odeie o seu inimigo’. Mas eu lhes digo: Amem os seus inimigos e orem por aqueles que os perseguem, para que vocês venham a ser filhos de seu Pai que está nos céus. Porque ele faz raiar o seu sol sobre maus e bons e derrama chuva sobre justos e injustos.” (Mateus 5.38-45)

Estamos refletindo sobre os riscos de seguir a Cristo. Eis mais um: Ele vai acabar com seu sossego. Isso mesmo. Se queremos seguir a Cristo, como diz o antigo hino, temos muito que fazer. Pois Cristo inclui em nossa agenda muitas pessoas e de muitos tipos. Os que nos aborrecem, que gostaríamos de simplesmente esquecer, Ele nos manda amar. E nos manda também ser generosos com os exigentes e os necessitados, pacientes com os intratáveis… tudo para que, na medida que agimos assim, possamos ir sendo transformados. É assim que os filhos de Deus se revelam.

Só de pensar deixa a gente meio angustiado e ansioso, não é mesmo?! Nosso problema é que ainda não conhecemos realmente o valor de amar e servir, ainda não percebemos como é compensador tratar o outro com gostaríamos de ser tratados. Ainda sabemos muito pouco sobre a afirmação de Jesus: “É muito mais feliz aquele que dá do que aquele que recebe” (At 20.35). Seguindo a Jesus seremos desafiados a incluir o outro em nossa agenda, a nos importar e servir. Pois ao seguirmos o Mestre e fazermos isso descobriremos que o bem que realmente dura nesta vida é o bem que fazemos, o carinho que damos, o serviço que prestamos.

Tudo isso acontece conosco, não da noite para o dia, mas passo a passo, enquanto seguimos o Mestre. Amorosamente e calmamente Ele vai nos ensinando e com isso nos fazendo descobrir aquilo pelo que vale a pena viver. Sem isso viveremos nos encantando com o que jamais nos satisfará, jamais alcançaremos a sabedoria para viver de forma tal a nos transformar no tipo de pessoa de que sempre nos orgulharemos.

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui