Morre Gato Barbieri, saxofonista argentino ícone do jazz music

alt

A casa de jazz Blue Note publicou, através de sua assessoria de imprensa, um a nota lamentando a morte do saxofonista argentino Gato Barbieri, que tocava naquela casa e o fez até adoecer gravemente. Para a Blue Nolte, “Perdemos um ícone, um pioneiro e um amigo querido. A significante contribuição de Gato para a música e para as artes será para sempre uma inspiração para todos nós. Celebraremos o legado de Gato no Blue Note nos anos que temos à frente”, publicou a casa de jazz nas redes sociais.

Leandro J. Barbieri, o Gato Barbieri, era conhecido internacionalmente e admirado pelas maiores figuras e apreciadores do jazz music. Ele faleceu no dia 2 de abril, em Nova Yorque, no hospital em que estava internado para tratar de uma pneumonia. Barbieri deixa 35 álbuns gravados, ganhou um Grammy em 1973 pela trilha do filme “O último tango em Paris” e, pelo conjunto da obra, ganhou o Grammy Latino em 2015.

 

Da Redação.

 

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui