Mês da Mulher: café da manhã para internas é realizado no Conjunto Penal

Cerca de 40 internas do Conjunto Penal de Teixeira de Freitas (CPTF) participaram de um café da manhã na manhã desta sexta-feira, dia 16 de março, oferecido pela Prefeitura Municipal de Teixeira de Freitas. Fotos Ascom

Cerca de 40 internas do Conjunto Penal de Teixeira de Freitas (CPTF) participaram de um café da manhã na manhã desta sexta-feira, dia 16 de março, oferecido pela Prefeitura Municipal de Teixeira de Freitas, através da Secretaria Municipal de Assistência Social, em parceria com Conselho Municipal de Defesa dos Direitos da Mulher e outros órgãos. O objetivo é realizar um debate sobre os direitos da mulher e o empoderamento feminino.
O secretário de Assistência Social, Gilberto Souza, destacou o evento que é realizado dentro do Mês da Mulher programado pela pasta. “Este debate é trabalho social, nós temos este compromisso de colaborar com ressocialização destas internas e promover este momento com palestras e informações sobre direitos é de grande importância, este é um pedido do Prefeito Temóteo Brito, ter esta atenção permanente aos direitos e à defesa da mulher”.

A coordenadora pedagógica do Conjunto Penal, Meriane Moreira Schaper, falou sobre a iniciativa

A coordenadora pedagógica do Conjunto Penal, Meriane Moreira Schaper, falou sobre a iniciativa. “A violência contra a mulher é um problema que existe em nossa sociedade desde o princípio, atualmente, estas mulheres que estão no Conjunto Penal apesar de serem vistas como criminosas, em sua maioria, são vítimas da violência e realizar um evento como este é um momento de resgate, de falar sobre o direito e sobre empoderamento”.
Para a Coordenadora do Centro de Atendimento à Mulher em Situação de Violência (Cram), Ednamar Gomes, a realização do Março Mulher é de grande relevância. “A Secretaria, também através do Cram, vem trabalhando juntamente com a rede de proteção à mulher para fortalecer esta luta, estamos trabalhando também com conscientização e palestras nos Cras, em escolas e outros locais para que cada uma entenda que esta é ação de grande importância para nossa sociedade”.

40 internas participaram

Entre as internas que participaram estava a Margarete Soares que parabenizou a iniciativa. “Esta é uma grande oportunidade para nós, pois apesar de estarmos presas podemos ter este momento de informação, fortalecimento da autoestima e valorização como mulher, temos que enxergar momentos como este como oportunidades para o aprendizado”.

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui