Medicina e engenharia agronômica: Extremo Sul se consolida como polo de educação superior

Composição da mesa na solenidade de colação de grau dos BIs. Fotos OSollo

A região foi contemplada com dois cursos de medicina e, em breve, o terceiro deve chegar. Não podemos esquecer que o curso de engenharia agronômica também já é realidade em Teixeira de Freitas. Confira um resumo dos fatos:

A reitora da UFSB, Joana Angélica Guimarães, comenta a história da universidade. Fotos OSollo

No último dia 21 de fevereiro, o Ministério da Educação (MEC) aprovou a implantação de novos cursos de graduação em medicina em quatro cidades baianas, dentre elas, Porto Seguro, em uma universidade privada. Eunápolis, que também reivindica a instalação de um curso de graduação em medicina numa instituição privada, não apareceu neste edital, mas o que se sabe é que o processo de aprovação está em fase final e deve ser divulgado em meados de março, após uma nova vistoria solicitada pela comissão do MEC, que pediu alguns ajustes após a última visita realizada em novembro de 2017. Mas, Eunápolis, conta com faculdades privadas presenciais e EaD, e, ainda, um campus da Universidade do Estado da Bahia (Uneb).

O prefeito Temóteo Brito comemorou a chegada do curso superior em engenharia agronômica no IF Baiano. Foto Ascom

No dia 26 de fevereiro ocorreu a aula inaugural do curso superior em engenharia agronômica do Instituto Federal Baiano campus Teixeira de Freitas (IF Baiano). Os engenheiros agrônomos poderão atuar em empresas públicas e privadas, em órgãos públicos e até de maneira autônoma, como consultores. No mesmo dia, houve a aula inaugural da primeira turma do curso de medicina da Universidade Federal do Sul da Bahia (UFSB), campus Paulo Freire, em Teixeira, e a abertura foi feita pela reitora da Universidade, Joana Angélica Guimarães. Foi um marco não só para a história da universidade, mas, para o município. O curso de medicina está aprovado desde 2014 e a aula inaugural marca a concatenação do projeto, que promete revolucionar e humanizar a saúde da região.

Deputado e médico Jorge Solla em palestra durante aula inaugural do curso de medicina da UFSB/Campus Paulo Freire

O evento contou com a presença dos alunos aprovados no processo seletivo e seus familiares, além de diversas autoridades, dentre elas, o secretário de Educação, Hermon Freitas, representando o prefeito de Teixeira de Freitas, o radialista e vice-prefeito Ubiratan Lucas Rocha Matos, o “Lucas Bocão”, o deputado federal Uldurico Junior, o coordenador do curso de medicina, Luiz Henrique, a dra. Marcia Moraes, decana da UFSB, o diretor assistencial da Policlínica Regional, dr. Ronaldo de Toledo, o diretor clínico da Unidade Municipal Materno-Infantil (UMMI), dr. Waldir Ferreti, diretor clínico do hospital municipal de Teixeira de Freitas, e o palestrante da noite, o deputado federal Jorge José Santos Pereira Solla, que ministrou a palestra “SUS: perspectivas na conjuntura atual”. Além do deputado palestrante, falaram o deputado federal Uldurico Junior, secretário de Educação, Hermon Freitas, representando o prefeito Temóteo Brito, dr. Ronaldo de Toleto, diretor assistencial da Policlínica de Saúde.

Professora doutora Marcia Moraes, vice-decana do Centro de Formação em Saúde

A professora doutora Marcia Moraes, vice-decana do Centro de Formação em Saúde, desejou a todos os alunos sucesso e que “possam galgar voos bem altos no percurso desse curso, que se sensibilizem no cuidar do ser humano de forma integral, e não apenas direcionada para seu pulmão, seu coração, seu fígado, ou a sua pele. Que não façam distinção de cuidado entre o usuário que procura o SUS, ou daquele que procura a unidade de saúde privada ou conveniada, que não se esqueçam de que a finalidade maior da formação médica é cuidar das pessoas, que têm suas histórias, seus temores, suas necessidades e que enxergam a relação médico-paciente como a principal condutora do seu tratamento. Que sejam todos e todas bem-vindas e bem-vindos. Quero agradecer a todos e peço a Deus que abençoe a todos os envolvidos nesse novo desafio”, concluiu.

Conforme o coordenador da graduação em medicina na UFSB, professor doutor Luiz Henrique Guimarães, o curso tem um desafio de oferecer uma medicina de alta qualidade na formação dos estudantes, para os problemas reais de saúde da população, enfrentados desde as Unidades Básicas de Saúde até os hospitais mais complexos. E destacou a preocupação da Universidade com a qualidade do curso a ser oferecido e destacou o refinado processo de seleção a que foram submetidos os acadêmicos. “Nossa maior honra é estarmos aqui hoje, é um marco histórico. Vamos fazer um excelente curso de medicina”, adiantou.

No dia 27 realizou-se a primeira solenidade de colação de grau da Universidade Federal do Sul da Bahia (UFSB), no auditório do Espaço D, em Teixeira e Freitas. Marcado por muita emoção e alegria, o evento conferiu grau a estudantes dos Bacharelados Interdisciplinares (BIs) em Artes, Ciências, Humanidades, Saúde, Licenciatura Interdisciplinar em Artes e suas Tecnologias, Ciências Humanas e Sociais e suas Tecnologias, e em Ciências da Natureza e suas Tecnologias. A metodologia de ensino da UFSB é em sete anos, sendo 3 anos no Bacharelado Interdisciplinar, sendo formados, ao fim, bacharéis. Ao final deste processo, os alunos seguirão para a especialização em suas áreas. Em Teixeira de Freitas, chamado campus de Saúde, os discentes irão dar continuidade e entrarão, agora, no tão sonhado curso de medicina.

Além destas novidades, Teixeira, cidade considerada maior polo de educação na região, já possui outra universidade pública, o campus X da Uneb, que oferta apenas cursos de licenciatura e, por muitos anos, foi a marca do desenvolvimento de Teixeira. Além disso, diversos polos de faculdades à distância se instalaram no município e na região, e, também, temos faculdades privadas presenciais que ofertam cursos diversos, como a Faculdade do Sul da Bahia (FASB) e Pitágoras.

Porto Seguro também conta com um campus da UFSB e, segundo pessoas ligadas à educação privada, isso tornou o município mais atrativo, porque estudantes de outras cidades fixam ali para estudar e isso, ainda, aquece a economia.

Mas, nada se compara a sediar cursos de engenharia e de medicina em instituições de ensino federais, como é o caso de Teixeira de Freitas, disparada o maior polo de educação do Extremo Sul da Bahia.

 

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui