Mais Médicos: brasileiros formados no exterior têm até quinta-feira para escolher municípios

Segundo a pasta, mais de 10 mil profissionais formados fora do Brasil se inscreveram nesta fase de seleção. O objetivo é substituir os médicos de Cuba que deixaram o Brasil depois que o país caribenho encerrou a participação no programa.

Depois desta etapa, caso sobrem vagas, os médicos estrangeiros com diploma obtido no exterior poderão escolher, nos dias 21 e 22 de fevereiro, onde querem trabalhar pelo programa. A expectativa da pasta, no entanto, é de que todos os postos de trabalho sejam preenchidos por brasileiros.

Segundo o cronograma divulgado pelo Ministério da Saúde, os médicos brasileiros formados fora do país devem começar as atividades preparatórias entre os dias 19 e 22 de fevereiro. Caso sobrem vagas e haja inscrição de médicos estrangeiros com diploma de fora do Brasil, estes profissionais devem iniciar a preparação entre 27 e 28 de fevereiro.

Confira os próximos passos de seleção para o programa Mais Médicos:

  • 13 e 14 de fevereiro: brasileiros formados no exterior escolhem vagas disponíveis;
  • 19 de fevereiro: Ministério da Saúde divulga lista com médicos brasileiros que foram alocados em vagas;
  • 19 e 22 de fevereiro: médicos brasileiros com diploma estrangeiro começam as atividades preparatórias nos municípios;
  • 21 e 22 de fevereiro: caso sobrem vagas depois desta quinta-feira (14), médicos estrangeiros com diploma obtido no exterior podem escolher entre as cidades remanescentes;
  • 27 e 28 de fevereiro: médicos estrangeiros formados no exterior começam as atividades preparatórias nos municípios.

As primeiras etapas de seleção deram prioridade a médicos brasileiros com diploma registrado no Brasil. Já os formados no exterior podem atuar pelo Mais Médicos mesmo sem a revalidação do diploma.

O Mais Médicos

  • Foi criado em julho de 2013 para ampliar o atendimento médico principalmente em regiões mais carentes.
  • Em agosto de 2013, foi fechado acordo com a Opas para participação de médicos cubanos.
  • Participação de brasileiros formados no Brasil aumentou 38% entre 2016 e 2017, de acordo com o Ministério da Saúde.
  • Programa tem 18.240 vagas em mais de 4 mil municípios e 34 Distritos Sanitários Especiais Indígenas (DSEI).
  • Atende cerca de 63 milhões de brasileiros, de acordo com o Ministério da Saúde.
  • Participação de cubanos no programa tinha sido renovada no início deste ano por mais cinco anos.
  • Levantamento do governo divulgado em 2016 apontou que o programa é responsável por 48% das equipes de Atenção Básica em municípios com até 10 mil habitantes.
  • Em 1.100 municípios atendido pelo programa, o Mais Médicos representava 100% da cobertura de Atenção Básica, de acordo com dados divulgados em 2016.

Fonte: G1

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui