Mãe e filha de seis anos morrem em acidente próximo à Nova Lídice

Mãe e filha de seis anos morrem em acidente próximo a Nova Lídice. Fotos: MedeirosDiaDia

Uma família que viajava na manhã desta segunda-feira (03) sofreu um acidente automobilístico que deixou duas vítimas fatais. A tragédia aconteceu por volta das 04 horas da manhã, na estrada de Cachoeira do Mato, próximo à Nova Lídice.

De acordo com informações preliminares, antes do ocorrido, a filha do casal, que sofria constantes convulsões, estaria passando mal, em uma fazenda, que fica na região de Nova Lídice, onde moravam há pouco tempo. Os pais haviam solicitado o Samu de Teixeira de Freitas, porém, devido à demora na chegada da equipe, o pai, preocupado com o estado da filha, resolveu colocá-la no carro e procurar auxílio médico por conta própria.

Mãe e filha foram arremessadas para fora do carro

Por conta da pressa, para que a filha fosse logo socorrida, o pai da menina, o vaqueiro Carlos Ferreira Maia, de 43 anos, que é conhecido como “Chacal”, acabou perdendo o controle da direção do veículo, um Fiat Uno, cinza, placa policial MQC-0034, licenciado em Teixeira de Freitas, bateu em uma cerca e capotou em uma curva, antes da entrada de Água Limpa, na fazenda de Zé Raimundo.

Com o impacto, Júlia Brito Maia, de apenas seis anos de idade, e sua mãe, identificada como Jaqueline Brito da Cruz, de 27 anos, foram arremessadas para fora do veículo, não resistiram aos ferimentos e morreram no local. Jaqueline estava sentada no banco da frente com a filha no colo.

A Polícia Militar foi acionada e preservou a área do acidente até a chegada da Polícia Técnica. O Samu também compareceu ao local, mas a equipe apenas confirmou os óbitos. Os corpos foram removidos para o IML de Teixeira de Freitas para exames de necropsia e, em seguida, serão liberados para velório e sepultamento.

O pai, sem habilitação, prestava socorro à filha

Carlos Ferreira Maia, que não é habilitado, foi conduzido e apresentado na Delegacia de Polícia Civil de Medeiros Neto, para ser ouvido pelo delegado titular, o dr. William Telles. Ele poderá responder por homicídio culposo, quando não há intenção de matar.

Fonte: Medeirosdiaadia

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui