Lista traz mudanças que mexeram com a vida do brasileiro em 2013

Luz e cesta básica ficaram mais baratas durante ano, mas IPI voltou a subir.

Preço do ônibus caiu após protestos, e CNJ obrigou união gay em cartórios.

Decisões sobre compras na internet, casamento gay, IPI, demissão de grávidas e o programas Mais Médicos influenciaram sociedade brasileira (Foto: Reprodução/TV Globo)

A expectativa de vida do brasileiro foi revisada pelo IBGE. Agora, quem se aposenta precisa trabalhar mais para receber o mesmo valor. Leia mais

A presidente Dilma Rousseff anunciou a redução em janeiro, e os consumidores tiveram cerca de 20% de desconto nas contas a partir de fevereiro. Leia mais

A alíquota aumentou para móveis e linha branca em outubro, e para os automóveis, em dezembro. Leia mais

O Conselho Nacional de Justiça obrigou todos os cartórios do país a cumprirem a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) de realizar a união estável de casais do mesmo sexo. Leia mais

 

O PIS/Pasep-Cofins e IPI sobre 16 produtos foram zerados por decisão do governo. Leia mais

 

Após uma série de protestos, as tarifas básicas dos ônibus caíram em diversas capitais e municípios do país. Leia mais

 

Em várias cidades do país, hoje é possível ser atendido por médicos estrangeiros trazidos pelo programa do governo federal Mais Médicos, principalmente cubanos. Leia mais

Uma nova lei dispensou os idosos doentes de comparecer a órgãos públicos para resolver assuntos pessoais ou atender a eventuais chamados do governo. Leia mais

Quem entra no cadastro positivo tem chance de negociar juro menor da dívida. Leia mais

A partir de 2013, as regras para receber o seguro-desemprego ficaram um pouco mais rígidas para quem vai receber o benefício pela segunda vez. Leia mais

O aviso prévio passou a ser um impedimento para o patrão demitir a funcionária que ficou grávida nesse período. Leia mais

Novas sanções penais foram aprovadas para punir quem invade computadores e expõe dados alheios, na apelidada Lei Carolina Dieckman. Leia mais

Empresas que vendem produtos na internet agora precisam ter CNPJ ou CPF da pessoa física, exibir preços e acréscimos de forma clara, sob pena de multa e até interdição. Leia mais

A Anatel elevou a velocidade mínima obrigatória da banda larga a ser entregue pelas empresas, de 20% para 30% do contratado. Leia mais

 

O site resolveu adotar símbolos de concorrentes como o Twitter, com a hashtag (#) e os trending topics, e reformulou seu chat, mas as novidades não atraíram os adolescentes. Leia mais

 

 

Fonte: G1

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui