Legados Inestimáveis

Hamilton Farias de Lima, professor universitário

“Diga-me e eu esquecerei. Ensina-me eu me lembro. Envolva-me e eu aprendo”, Benjamin Franklin, (1706-1790).

Há um entendimento deveras afirmativo de que não há efeito sem causa (Causa debet praecedere effectum), mesmo que possam alguns polemizar a respeito. Isto conduz à compreensão lógica de que a causa é o princípio, o antecedente, o ponto de partida da existência do que vier ocorrer, do surgimento, portanto, daquilo que origina o efeito; ela é o anterior ao que se anuncia!

Nesse contexto, a causa da transformação humana numa perspectiva de elevação intelectual, moral ou ética, está diretamente vinculada aos efeitos da Educação oferecida e apreendida. Esses efeitos observados, e da maior relevância na formação cidadã, têm relação intrínseca com a maior ou menor apreensão dos conteúdos postos a disposição de cada um, nas condições apropriadas a cada caso, seja do individuo ou do coletivo, na interação contextual em que vive.

É daí que decorrem os legados, os exemplos às futuras gerações!

Veja-se, com o garboso nome de Escola, é possível materializar o “edifício” da Educação e, nele, situar um pouco mais outros elementos de igual importância, sem os quais sua “construção” não se completa, no caso a direção, os docentes e a equipe técnico-administrativa de apoio, sabidamente indispensáveis pela complexidade de que estão revestidos.

Quais legados a escola e o educador estão a revelar, ao longo do tempo, em consequência de suas inestimáveis atividades?

A evolução humana está atrelada à Educação (principio) como bem demonstra o mundo atual, tão bem revelado pelo progresso, que se assiste e não se pode negar, mas é necessário de forma contínua se aquilatar a sua extensão, seus resultados (efeitos), para um viver menos desigual, e socialmente mais justo, e até, se necessário, para adequá-la aos novos tempos.

Enquanto a Educação é por natureza transformadora, o educador incorpora uma feição mediadora na oferta de conteúdos, na afetividade própria de quem se dedica integralmente ao papel de acompanhar, assistir, orientar e participar das mudanças do aprendente, sempre na perspectiva de vê-lo integrar corpo e espírito (Mens sana in corpore sano) nos desafios da aprendizagem, de forma a atingir o mais completamente possível o seu desenvolvimento intelectual, físico e mental.

Educar é o desafio próprio daqueles abnegados, que veem o ensino mais além do que uma profissão, da exposição de conteúdos, de cobranças avaliativas, de atividades realizadas segundo determinados protocolos e cronogramas.

Seus legados são os da formação do sujeito, da sua interação social no meio em que vive, da busca e estruturação do individuo partícipe, consciente dos seus direitos e de suas obrigações. Suas lideranças são respeitadas pelas gerações que os acompanharam, que reconhecem seus feitos; os envolvimentos e a dedicação que emprestaram, do principio ao fim de cada momento da formação social, como reais e estimados educadores para o sucesso na vida que abraçaram.

Em decorrência, seus legados são inestimáveis!

 

 

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui