Justiça Federal de Brasília indicia como réu presidente do Bradesco no caso CARF

Presidente do Bradesco, Luís Carlos Trabuco

alt

Surpreendeu os meios econômicos do Brasil a notícia de que o presidente do Bradesco, Luiz Carlos Trabuco virou réu na Operação Zelotes. Junto com Trabuco, mais nove pessoas viraram réus na mesma operação. A denúncia contra Trabuco e os outros nove diretores foi apresentada pelo MPF (Ministério Público Federal) à Justiça Federal de Brasília e aponta o envolvimento do Bradesco no esquema de corrupção do Conselho Administrativo de Recursos Fiscais – CARF. As investigações contra o Bradesco no caso CARF estão acontecendo desde o ano passado.

O banco é suspeito de ter contratado o escritório apontado nas investigações como responsável por pagar propina em troca de decisões favoráveis no próprio CARF. O indiciamento se deu em 31 de maio e foram apontados crimes de tráfico de influência, corrupção ativa, corrupção passiva, organização criminosa e lavagem de dinheiro. A assessoria do Bradesco, na época, argumentou que seus diretores não contrataram os serviços de tal escritório. No caso atual, o Banco divulgou, nesse dia 28, uma nota em que reitera sua convicção de que seus representantes, em momento algum, praticaram alguma irregularidade.

Fonte: Da Redação

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui