Juíza nega a soltura de Jamil Ocké

Foto: Arquivo JBO

A juíza Emanuelle Vita, da 1ª Vara Criminal de Ilhéus, acatou o pedido do Ministério Público estadual, feito na sexta-feira (24) e prorrogou a prisão temporária dos presos na operação Citrus por mais cinco dias.

A decisão foi comunicada ao administrador do Presídio Ariston Cardoso por um oficial de justiça. A prisão temporária terminaria neste sábado (25), mas quatro dos cinco presos vão permanecer presos.

Em um dos casos a juíza aceitou o pedido de liberdade e revogou a prisão de Lucival Bomfim Roque. O vereador Jamil Ocké, Kacio Brandão, Enoch Andrade, Thayane Santos Lopes e Wellington Andrade Novais continuam presos.

 

 

 

 

 

 

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui