Juiz Roney Jorge Cunha fala sobre eleições municipais

Por Lúcio Andrade/ O sollo

alt

Teixeira de Freitas- Os juízes eleitorais são magistrados da Justiça Estadual designados pelo TRE (Tribunal Regional Eleitoral) para presidir as zonas eleitorais. São titulares de zonas eleitorais, funcionando como órgão singular em primeira instância, enquanto a junta que preside na ocasião dos pleitos é órgão colegiado de primeira instância.

Em Teixeira de Freitas, esta função é exercida pelo Magistrado Roney Jorge Cunha, Juiz da 183ª zona eleitoral. Dentre suas competências, estão as de cumprir e fazer cumprir as decisões e determinações do TSE e dos tribunais regionais. Das instâncias da Justiça Eleitoral, é a que se encontra mais próxima do eleitor e dos candidatos locais e à qual o cidadão deve se dirigir quando for se alistar, solicitar segunda via ou transferência do título eleitoral ou, ainda, resolver qualquer questão pertinente à Justiça Eleitoral.

O primeiro turno das eleições municipais de 2016, que elegerão em todo o país prefeitos e vereadores, será realizado em 2 de outubro, primeiro domingo do mês. O segundo turno, somente em cidades com mais de 200 mil eleitores, está marcado para 30 de outubro, último domingo do mês.

Procurado por nossa equipe de reportagem, o magistrado Roney Cunha nos concedeu uma entrevista exclusiva, falando sobre as eleições municipais, e sobre a mini reforma eleitoral. “Eu sempre trabalho com reuniões, em períodos eleitorais. Com policiais, guarda municipal, candidatos, presidentes de partidos. Isto para esclarecer o que é permitido, o que é possível fazer, o que a Lei permite que seja realizado.”, afirmou.

Falando sobre o cenário político nacional, Roney Cunha se mostrou decepcionado. Ele afirmou que aqueles políticos que estão na “vitrine”, estão comprometidos com a Lei. São investigados, réus, sem capacidade moral para exercerem mandatos. “A classe política está desacreditada. O eleitor, a sociedade, não está mais acreditando no político. É necessário haver uma renovação do quadro político nos municípios, porque é a base de toda pirâmide em termos políticos. Que ingressem na vida pública, homens e mulheres comprometidos com a comunidade, e que seja resgatado os valores morais e éticos”, afirmou.

Roney Cunha ainda fez questão de afirmar que a sociedade está carente de representação política, e de que não há mais referenciais como: Tancredo Neves, Petrônio Portela, Teotônio Vilela, Ulisses Guimarães, entre outros, que sempre lutaram e defenderam os interesses da nação. “Hoje, temos apenas políticos que olham para sí mesmos, e para seus partidos. Hoje existem apenas projetos de poder”, desabafou.

Cunha pediu que os candidatos façam uma eleição limpa, com lealdade, lembrando uma frase célebre do saudoso Rui Barbosa: “é preciso andarmos com a Lei, pela Lei, dentro da Lei, porque sem a Lei, não há salvação”, concluiu.

 

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui