Itapetinga: Crianças atropeladas por caminhão são transferidas para o HGE

Segundo hospital, vítimas estão estáveis, mas estado de saúde é delicado.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

As duas crianças de 5 e 6 anos que sobreviveram a um atropelamento a cidade de Itapetinga, no sudoeste da Bahia, na quinta-feira (1), foram transferidas do Hospital Cristo Redentor para o Hospital Geral do Estado (HGE), em Salvador. A informação foi divulgada pela unidade de saúde de Itapetinga neste sábado (3). Outras duas crianças, de 5 e 7 anos, morreram no acidente.

De acordo com o Hospital Cristo Redentor, a transferência ocorreu por recomendação da equipe médica da unidade, uma vez que o HGE é referência em atendimento aos casos de politrauma pediátrico. A unidade hospitalar informou ainda que as duas crianças estão estáveis, mas o estado de saúde delas ainda é delicado e inspira cuidados.

Comoção

As duas vítimas que morreram no atropelamento foram sepultadas na sexta-feira (2). Muitas crianças, amigas das vítimas, acompanharam a cerimônia de despedida.

O motorista do caminhão que atropelou as crianças não prestou depoimento na sexta-feira, como estava previsto, informou o delegado Roberto Junior. O delegado relata que, na segunda-feira (5), vai tentar achá-lo para entregar a intimação.

Uma testemunha do acidente foi ouvida na quinta-feira. Ela afirmou que o freio do caminhão falhou e que o motorista do veículo prestou socorro às vítimas por cerca de 30 minutos, mas fugiu do local com receio da reação dos populares, que ficaram agressivos com o acidente.

De acordo com informações policiais, o veículo vai passar por perícia para que seja avaliada sua condição de tráfego, identificando a presença de problemas mecânicos, por exemplo.

Acidente

O atropelo ocorreu no bairro Vila Suzano, em Itapetinga, a 562 km de Salvador, na quinta-feira (1°). As quatro crianças foram atingidas por um veículo que prestava serviço para a Prefeitura Municipal da cidade, levando areia para a construção de uma creche. Segundo a polícia, os pais das vítimas ficaram em estado de choque.

 

Fonte: G1

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui