Itabuna: Vara da Infância capacita pretendentes à adoção

A Vara da Infância e Juventude da Comarca de Itabuna, sob a presidência do juiz Marcos Bandeira realizou dia, 07, um curso de capacitação psicossocial e jurídico para cerca de 10 casais pretendentes à adoção.

O professor Antonio Formigli e a psicóloga Gerbara Dias abordaram o aspecto psicológico da adoção, realçando a necessidade de preparação dos pretendentes para o recebimento de uma criança no seio familiar, mostrando que não se deve esperar pela criança “ideal”, mas de um ser humano concreto, com todos os seus problemas e dificuldades, ressaltando que a decisão deve ser madura e reflexiva, pois a escolha é para sempre.

A assistente social Terezinha Franco, integrante da equipe técnica da Vara da Infância e Juventude, ressaltou que o pretendente pode até ser pobre, mas que pode adotar uma criança, desde que tenha uma boa estrutura familiar e um ambiente sadio para o pleno desenvolvimento da criança, ressaltando que várias famílias com dificuldades podem ser inseridas em programas sociais oferecidos pelo município.

O juiz Marcos Bandeira ressaltou o aspecto jurídico, argumentando que a adoção é a forma mais completa de colocação de uma criança em uma família substituta, e que se trata de uma decisão irrevogável.

O juiz enfatizou ainda que o cadastro é o primeiro passo para o pretendente se habilitar para adotar uma criança em qualquer comarca do território brasileiro, pois o nome dele será inserido no Cadastro Nacional de Pretendentes, salientando que os pretendentes inscritos em Itabuna têm preferência para adotar as crianças que se encontram acolhidas e disponíveis para adoção no SOS Canto da Criança.

E salientou que “a adoção é um valioso instrumento de inclusão social, pois através da adoção retira uma criança de uma situação de abandono ou violência e a coloca numa família substituta, que seja capaz de lhe oferecer muito amor e uma vida com dignidade”.

Audiência

Na próxima sexta-feira serão realizadas as audiências concentradas no SOS Canto da Criança no bairro Califórnia, a partir das 9h. As audiências serão presididas pelo Juiz Marcos Bandeira e contará com a presença do Promotor Titular da Vara da Infância, Patrick Pires, além de representantes de vários órgãos ligados ao setor.

Na oportunidade, será observada a situação de cada uma das 27 crianças que estão acolhidas institucionalmente no referido abrigo. Dessas crianças acolhidas, por motivos de abandono material e maus-tratos, apenas nove estão disponíveis para adoção.

 

Fonte: Gabinete do juiz Marcos Bandeira

 

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui