Itabuna: Prefeitura desapropria área de 52 ha para campus e reitoria da UFSB

Prefeito_de_Itabuna,_Claudevane_Leite,_assina_Decreto_de_desapropriação_da_área_da_UFSB_-_Foto_Pedro_Augusto
O prefeito de Itabuna, Claudevane Leite, assinou na noite de segunda-feira o Decreto nº 10.978, de 8 de setembro, para desapropriação de uma área de 52 hectares para a construção da sede definitiva da reitoria e campus da Universidade Federal do Sul da Bahia (UFSB). A assinatura do documento ocorreu durante aula inaugural proferida pelo ministro da Educação, José Henrique Paim, no campus Jorge Amado, em Ferradas.

O prefeito Vane afirmou que o funcionamento da UFSB representa um novo ciclo de desenvolvimento para Itabuna e Sul da Bahia. Ele destacou que o início do ano letivo na UFSB foi um momento histórico para Itabuna, que ganha com ensino superior de qualidade, pesquisa cientifica e com a chegada novos professores, técnico-administrativos e alunos.

A área declarada de utilidade pública para fins de desapropriação está situada às margens da rodovia BR-415, no semianel rodoviário, no limite com Ilhéus. A medida foi elogiada pelo reitor da UFSB, Naomar Monteiro Filho. “Reconhecemos todo o esforço do prefeito Vane para agilizar a implantação do campus da universidade em Itabuna e agradecemos esse apoio importante”, afirmou Naomar.

O governador Jaques Wagner reforçou que a instalação do campus e sede da reitoria em Itabuna foi assegurada pelo empenho e dedicação do prefeito Vane. “Não dava para esperar toda a burocracia e construção de um campus universitário. A criação de novas vagas no ensino superior no Sul da Bahia era urgente. Por isso, foi fundamental a decisão do prefeito de garantir o funcionamento provisório até a construção de definitiva da Universidade”, afirmou. Desde a inauguração do campus, ano passado, a Prefeitura é responsável pelo aluguel do prédio da reitoria e campus em Ferradas.

 

AULA INAUGURAL

 

A aula inaugural da UFSB contou com as presenças do ministro da Previdência Social, Garibaldi Alves Filho, dos reitores da Universidade Federal do Recôncavo (UFRB), Paulo Gabriel Nacif, e da Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc), Adélia Pinheiro, prefeitos dos municípios do Sul da Bahia, representantes de entidades empresariais e sindicais, professores, pais e estudantes do campus Jorge Amado e dos colégios universitários (CUNIS). O ano letivo no campus da UFSB para os 240 estudantes começou na segunda-feira.

São 120 estudantes estão matriculados em cursos de Bacharelados Interdisciplinares em Artes, Ciências, Humanidades e Saúde, no turno vespertino. Outros 120 estão matriculados nas Licenciaturas Interdisciplinares em Artes e suas Tecnologias, no período do noturno.

Também começaram na segunda-feira as aulas para os 330 estudantes dos Colégios Universitários (CUNIS) de Itabuna, Ilhéus, Coaraci, Ibicaraí, Itamaraju, Porto Seguro, Santa Cruz Cabrália e Teixeira de Freitas. A unidade CUNIS de Itabuna funciona no Colégio Dona Amélia Amado, no bairro São Caetano.

Atualmente a universidade já contabiliza 720 matrículas nos bacharelados interdisciplinares (Artes, Ciências, Humanidades e Saúde) e nas licenciaturas interdisciplinares reitor nos campi de Itabuna, Porto Seguro e Teixeira de Freitas. Naomar disse que a meta é alcançar 900 matrículas e explicou que, nesta modalidade, “o aluno não entra direto no curso profissional. Entra na universidade e faz suas escolhas durante o percurso de formação, podendo mudar se quiser”.

Segundo o reitor, para a transmissão dos conteúdos que partirão das sedes para os colégios universitários será utilizada tecnologia digital e recursos audiovisuais. “Um modelo de ensino que faz com que cada aluno seja colaborador, tutor, orientador, monitor de colegas. Isso potencializa a capacidade da universidade de agregar conhecimento para a formação e inclusão social”.

________________

Prefeitura de Itabuna
Secretaria Municipal de Comunicação
Texto: Ailton Silva
Fotos: Pedro Augusto
09.09.2014

 

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui