Itabuna chega ao fim do ano com redução de quase 50% nos casos de dengue

Após um ano de muito trabalho e de ações efetivas dos agentes de endemias no campo, Itabuna conseguiu a diminuição do número de casos de dengue e agora a Secretaria Municipal da Saúde elabora um projeto de mobilização da população, para os próximos meses de fevereiro e março, visando consolidar os resultados e aumentar o combate ao mosquito naquela época do ano, como forma de evitar o aumento de casos. Antes disso, a Coordenação de Combate às Endemias deverá realizar em janeiro o LIRAa (Levantamento Rápido de Índices para _Aedes aegypti_), a pesquisa para conhecer o nível de infestação domiciliar. 

Em reunião na sexta-feira, 19, o coordenador Renato Freitas informou aos agentes de endemias que até novembro de 2014 Itabuna registrou 1.257 casos da doença ante 2.300 casos no mesmo período do ano passado. Além disso, o índice de infestação do mosquito baixou para 11.6% ante 21.3% em 2013, devido à melhoria da qualidade da supervisão, acompanhamento, capacitação e treinamento dos que estão mais preparados para atuar nos 53 bairros e quatro povoados. 

No balanço que fez das atividades desenvolvidas ao longo do ano, Renato Freitas lembrou que três veículos novos e três motocicletas passaram ajudar no deslocamento dos agentes de bloqueio e de supervisores para as áreas de difícil acesso. O grupo realizou a inspeção de 363 imóveis abandonados tidos como maiores pontos de infestação do mosquito. 

“A Justiça nos deu alvará que nos permitiu entrar nestas casas abandonas e acabar com focos do mosquito. Todo o trabalho contribuiu para a redução dos números, mas, alertamos a população para que não descuide um só minuto, pois apesar de os números de casos e infestação baixarem ainda é preciso seguir rigorosamente as orientações dos agentes de endemias para evitar que a situação saia de controle”, explicou o coordenador Renato Freitas, que falou ainda sobre o registro de 126 casos confirmados de dengue no bairro Santo Antônio.

___________________

Prefeitura de Itabuna

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui