Influência das prisões

Pesquisa realizada agora em dezembro revela que o resultado do julgamento do mensalão não influenciará no voto da maioria do eleitorado; 93% não mudaram sua intenção de voto, apenas 6,5% se disseram influenciados. A mesma pesquisa mostra que 57% não veem influência das prisões em futuros casos de corrupção, contra 36% que acreditam que haverá, inibindo novos escândalos. O que já é um avanço.

Candidato de oposição

Enquanto o PMDB baiano tem pressa em definir o candidato das oposições, de uma possível chapa única para governo do Estado em 2014, ACM Neto, o maior líder da oposição, puxa calma: “Estou focado na administração. Tem um ano que não ponho os pés fora de Salvador. Não é hora de pensar em campanha”, disse o prefeito ACM Neto (DEM) no projeto “Café com Mário Kertész”. “As pessoas ainda não estão com a cabeça na eleição. Não acredito que nenhum movimento agora vá gerar voto” finalizou.

O PT lançou Erlita

A vereadora licenciada Erlita Freitas, que hoje ocupa a Secretaria de Habitação, foi lançada candidata à deputada estadual com apoio do prefeito João Bosco e do PT regional. Confirmados estes apoios, a vereadora poderá ser eleita. Certamente João Bosco, que deverá ter uma posição de destaque regional na campanha da presidente Dilma, irá jogar todas as cartas para eleger Erlita, uma companheira tradicional e fiel escudeira.

Reeleição de Temóteo

Otto Alencar deverá ser o candidato a senador da chapa governista e já afirmou que a reeleição de Temóteo, para ele, é uma questão de honra, devido à ajuda do deputado na fundação do partido na Bahia. Otto tem conseguido para Temóteo o apoio de várias lideranças de fora da região. Inclusive, existe um acordo formalizado com Robério, ex-prefeito de Eunápolis, juntamente com a esposa Cláudia Oliveira, prefeita de Porto Seguro. Caso confirme todos os apoios, Temóteo terá grande chance de ser reeleito.

Combate à corrupção

O dia 9 de dezembro é o Dia Internacional Contra a Corrupção. Há dez anos surgiu a Convenção das Nações Unidas contra a Corrupção com o objetivo de fortalecer a cooperação internacional na prevenção e combate à corrupção. Iniciativas da sociedade civil vêm surgindo e se consolidando em todo o país com esse objetivo. O exercício da cidadania e do controle social da gestão pública ganhou relevância e visibilidade com novas ferramentas de mobilização como a internet e as redes sociais.

Vulnerabilidade

Tanto Gandhi, como Mandela, chegaram a trilhar o caminho da força, mas, perceberam que a maior vulnerabilidade dos seus inimigos estava na Moral. Foi lutando pela Moralidade que se tornaram grandes líderes da história da humanidade. Hoje, até mesmo mais do que antes, um governante deve evitar perder a credibilidade pela falta de Moral. Mesmo porque, o mundo atual, está a exigir que se construam sociedades livres de corrupção, nas quais prevaleça a justiça, a paz e a probidade.

Opção do governante

A figura do governante tocador de obras está perdendo espaço para o gestor que cuida do social; zelar dos mais carentes passou a ser prioridade. Lula foi reeleito e ainda elegeu a sucessora diminuindo o nível de pobreza da população, aumentando o índice de inclusão social. Os programas sociais implantados pelo governo federal – por Lula – e agora sendo reforçados por Dilma, deverão levá-la à reeleição. Além do Bolsa Família, o programa “Minha Casa, Minha Vida” são verdadeiras fábrica de votos.

Um ano de governo

Os prefeitos das diversas regiões estiveram em Brasília para reivindicar aumento nos recursos destinados aos municípios, que estão empobrecidos com a concentração da receita nas mãos da União. “Com todas as dificuldades que nós estamos passando, temos que nos levantar”, disse Maria Quitéria, presidente da União dos Prefeitos da Bahia (UPB). A principal reivindicação é a aprovação da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 39/13 – que aumenta a parcela de recursos da União destinada ao Fundo de Participação dos Municípios (FPM).

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui