Ilhéus: MPF pede suspensão da limpeza da praia da Avenida Soares Lopes

De acordo com o prefeito Jabes Ribeiro, mesmo com a recomendação, o trabalho de retirada de lixo daquela faixa de areia terá continuidade, devido à alta estação e a realização das etapas brasileira e baiana de campeonatos de triatlhon e paratriatlhon

O serviço de limpeza total da praia da Avenida Soares Lopes, principal cartão postal de Ilhéus, foi suspenso, em parte, devido à solicitação dos ministérios Público Federal (MPF) e Estadual (MPE), que questionam o fato de a vegetação retirada da praia ser restinga. O governo municipal, através da Secretaria de Meio Ambiente e Urbanismo (Sema), atesta que não é restinga.

O prefeito de Ilhéus, Jabes Ribeiro, lamentou a ação de militantes da oposição que provocaram o Ministério Público sobre a ação do governo, mesmo depois do serviço de limpeza ter atingido cerca de 60 por cento da área. A revitalização da Praia da Avenida e de seus espaços esportivos integra a operação Ilhéus em Ação, e essa atividade tem sido elogiada por diversos segmentos da população. Aquela região estava coberta de mato e de sujeira, impedindo que a população tivesse acesso ao mar, causando insegurança e acumulando detritos danosos à saúde.

De acordo com o prefeito Jabes Ribeiro, o pedido dos representantes do Ministério Público, datado do início do mês de outubro, requer que nenhuma intervenção, no sentido de retirar vegetação, seja feita na área entre a Praia do Cristo e o Porto do Malhado, até a realização de estudos ambientais comprovando que o serviço não representa danos ao meio ambiente. Em ofício enviado ao MPF, o gestor solicita que o estudo técnico seja também feito de forma rápida.

O gestor informou que a recomendação foi prontamente acatada, porém, o trabalho que consiste na retirada exclusivamente de lixo daquela faixa de areia, terá continuidade. Até agora, foram retiradas mais de 300 caçambas de lixo da área. “Esse serviço tem contado com grande apoio da população e turistas que já recomeçam a usar aquela praia, uma das mais bem localizadas da cidade”, disse.

Além disso, Ilhéus se prepara para receber, em novembro, as etapas brasileira e baiana de campeonatos de triátlon e paratriatlon, que terão cobertura da imprensa nacional, o que exige um espaço urbano extremamente agradável para os atletas e o público – completou o prefeito. Ele reafirmou que o trabalho conta com supervisão da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Urbanismo (Sema), que já se posicionou favorável ao serviço, por se tratar de vegetação exótica, do tipo grama, que só passou a existir ali após o recuo do mar, causado pela construção do Porto do malhado.

Ascom da Prefeitura de Ilhéus

 

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui