Ilhéus: Biblioteca Pública é reinaugurada com espaços multiuso

Em 2015, o escritor que dá nome ao equipamento completa cem anos, assim como o prédio que abriga a biblioteca

Em comemoração ao aniversário de 481 anos de fundação da cidade de Ilhéus, o prefeito Jabes Ribeiro reinaugurou, no domingo, 28 de junho, a Biblioteca Pública Adonias Filho, instalada no histórico prédio General Osório, localizado na Praça Castro Alves, no centro da cidade, totalmente recuperada. A solenidade contou com as presenças do vice-governador da Bahia, João Leão, do presidente da Assembleia Legislativa, Marcelo Nilo, os deputados federais Davidson Magalhães, Mário Negromente Júnior e Cacá Leão, deputado estadual Eduardo Sales, secretários municipais e outras autoridades.

Ao presidir a solenidade, o prefeito Jabes Ribeiro lembrou que encontrou o prédio da biblioteca (primeiro colégio público de Ilhéus), praticamente em ruínas. Com recursos próprios do município, foram feitas revisão nas instalações elétricas e hidráulicas, melhoria no telhado, recuperação dos forros, pisos, paredes, área interna e colocação de pisos antiderrapantes. A Biblioteca funciona de segunda a sexta-feira, das 9 às 18 horas, e aos sábados, das 8 horas ao meio-dia.

Por sua vez, o secretário municipal de Cultura (Secult), Paulo Atto, ressaltou que Ilhéus é um dos primeiros municípios do sul da Bahia a oferecer ao público um espaço específico que centraliza diversas atividades culturais. O equipamento abriga salas de incentivo à leitura infantil, para exposições de trabalhos de artistas plásticos regionais, uma sala para a Economia Criativa, em parceria com o Sebrae e a Universidade Estadual de Santa Cruz, e outra para sede do Conselho Municipal de Cultura. O auditório da Biblioteca ganhou o nome do escritor Hélio Pólvora.

Itinerante – Paulo Atto ressaltou que vai funcionar também uma biblioteca itinerante, cujo objetivo consiste em ações para estimular, nas crianças e adolescentes, o prazer da leitura e do livro. Atto destacou que a proposta é fomentar o hábito de ler como instrumento de diversão, aprendizagem e percepção do mundo.

A inauguração contou com a abertura do uma exposição do fotógrafo José Nazal, atual presidente do Instituto Histórico e Geográfico de Ilhéus, que enfatizou a importância da reabertura da biblioteca pública. “Estas ações permitem aos ilheenses e visitantes conhecer a história e as estórias de Ilhéus, através de registros fotográficos do passado e a história contemporânea”, declarou.

Para a exposição itinerante, a Secult colocou 26 fotografias das primeiras seis décadas do século XX, mostrando as modificações urbanas de Ilhéus ao longo dos últimos anos. As fotos estão com breve descritivo para facilitar o entendimento dos visitantes. Os trabalhos ficarão na sala por tempo indeterminado.

 

Ascom da Prefeitura de Ilhéus

 

 

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui