Igreja Batista Central realiza culto cívico em alusão à Independência do Brasil

O pastor titular da Igreja Batista Central, pastor Jônatas David. Fotos OSollo

A Câmara de Vereadores de Teixeira de Freitas sediou na noite de sexta-feira, 14 de setembro, o culto cívico promovido pelos Ministérios Gerais de Música e de Relações Públicas da igreja, da Igreja Batista Central, em alusão à Independência do Brasil, comemorada no último dia 7.

O líder do Ministério de Evangelismo, pastor Edemilson Melo, foi o pregador da noite

O cerimonial foi apresentado pelo pastor Cleber Avelar, e o pregador da noite foi o pastor Edemilson Melo, ambos da Igreja Batista Central. O culto teve a presença de vários convidados de outras igrejas. O ex-prefeito de Teixeira de Freitas, dr. João Bosco, e sua esposa, a advogada Raíssa Félix, também compareceram.

O líder do Ministério de Relações Públicas, Wadson Costa, a advogada Raíssa Félix, o ex-prefeito de Teixeira de Freitas, dr. João Bosco, Izabel Cristina ao lado do esposo, o pastor Jônatas David, e o ministro de Música da Igreja Batista Central, Evânio Evangelista

Antes deste culto, outros dois foram realizados no mesmo local: em maio, culto pelo município de Teixeira de Freitas, que aniversaria em 9 de maio; em julho, culto cívico pela Bahia, cuja independência é lembrada todo dia 2 de julho, com um feriado estadual.

O coral da Igreja Batista Central de Teixeira de Freitas e o regente e ministro de Música, Evânio Evangelista

O ato registrou a execução do Hino Nacional Brasileiro, oração pelo Brasil e pelas autoridades constituídas na direção do mesmo, Música Coral e uma Palavra Bíblica especial que lembrou o Deus que é o condutor da história.

A organização do evento acredita que a resposta para os anseios da sociedade brasileira está no resgate aos valores cristãos exarados nas Sagradas Escrituras. É preciso destacar o papel profético que a igreja deve exercer no que tange ao despertamento geral contra a injustiça social.

Na ocasião, a Igreja lembrou a utilização dos meios constitucionais, a começar pela fiscalização do Poder Público, para zelar pelo cumprimento estrito nas leis. A celebração em homenagem a Independência do Brasil foi um culto cívico que não esqueceu a contribuição dos que no passado deram tudo, até a própria vida, em defesa de seus ideais. Por isso, contou também com um breve resumo dos fatos históricos que marcaram a data.

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui