IFBA de Porto Seguro conquista medalha de prata na 12° Olimpíada Nacional de História do Brasil

A região Nordeste e o estado da Bahia tiveram o maior número de medalhistas

Equipe do Extremo Sul baiano é premiada. Foto: Divulgação/IFBA Porto Seguro

Equipes de 12 estados conquistaram medalhas de ouro, prata e bronze na 12ª Olimpíada Nacional em História do Brasil (ONHB), durante a sua grande final, realizada neste domingo, 22 de novembro, em uma transmissão ao vivo pelo Youtube.

O projeto é da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) e precisou ser adaptado por causa da pandemia.

Conforme a Assessoria de Imprensa ONHB, o Nordeste levou maior número de medalhas: do total de 90 distribuídas, 64 foram para a região.

A final contou com 421 equipes de todos os estados brasileiros, um total de 1,6 mil participantes. Ao todo, foram entregues 40 medalhas de bronze, 30 de prata e 20 de ouro.

A Bahia é o estado com maior número de medalhistas: 18 equipes no total [ver relação abaixo]. Foram 11 da capital e sete do interior.

Em seguida, estão São Paulo com 16 grupos, Pernambuco (14), Rio Grande do Norte (13), Ceará (12), Minas Gerais (7), Sergipe (4), Piauí (2). Já os estados de Paraíba, Paraná, Rio de Janeiro e Roraima levaram uma medalha cada.

Entre as equipes baianas finalistas, está a equipe Inaiá, do Instituto Federal da Bahia (IFBA) Campus Porto Seguro, que recebeu medalha de prata. Ela esteve formada pelas alunas Ana Beatriz Silva Santos (3ºTI), Julyana dos Santos Alves (3ºTI) e Wislan Nedley Souza Silva (3ºTI), e a professora Ivaneide Almeida.

Confira abaixo a relação de cidades e equipes baianas, respectivamente, premiadas com medalhas:

OURO

  • Santo Amaro – Inquiridores da História
  • Itabuna – O Grito da Liberdade
  • Salvador – Grécia XXI
  • Salvador – Sick Mundus

PRATA

  • Salvador – Mahins
  • Salvador – Conjuradores da Bahia
  • Porto Seguro – Ianiá
  • Salvador – Paz, História e Pão
  • Salvador – Sertãonejos Quase Universitários
  • Lauro de Freitas – Macati Slytherin
  • Salvador – Três é deMarx
  • Lauro de Freitas – Revolta da Codorna

BRONZE

  • Salvador – Partido Colorado
  • Salvador – As novas sufragistas
  • Salvador – Mitakuye Oyasin
  • Seabra – Circuito Verde
  • Salvador – Métis
  • Jequié – Tríplice Aliança (AL)

Sobre a Olímpiada

A Olimpíada teve início em setembro, com 69,8 mil inscritos de todo país, um total de 17,4 mil equipes. Com inscritos de escolas públicas e particulares, para participar são formadas equipes de três estudantes dos 8º ou 9º anos do Fundamental e todos os anos do Ensino Médio, além de um professor de História da escola.

Vista aérea do campus da Unicamp, em Campinas (SP) — Foto: Reprodução/EPTV

O projeto, que ocorreria no primeiro semestre, foi adiado por causa da pandemia e adaptado para uma versão totalmente online e mais acessível.

A Olimpíada de História possui seis fases online, com duração de uma semana cada. As questões de múltipla escolha e realização de tarefas foram respondidas pelos participantes por meio de debate com os colegas, pesquisa em livros, internet e orientação do professor.

Leia também:

Está aberto o Festival Gastronômico “Esquina do Mundo”, em Arraial D’Ajuda

Com afundamento assistido, Governo da Bahia investe no turismo subaquático

Tenente-coronel Anacleto França celebra cinco anos no Comando do 8º BPM/Porto Seguro

 

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui