Hospital da Covid será transformado em unidade materno-infantil, anuncia governador

O governador da Bahia, Rui Costa (PT), anunciou que investirá recursos para implantar o Hospital Materno – Infantil em Eunápolis. A obra já está sendo licitada.

Em live na quarta-feira, 11 de novembro, ao lado do senador Otto Alencar (PSD) e dos prefeitos de Eunápolis e Porto Seguro, respectivamente Robério Oliveira e Cláudia Oliveira, Rui afirmou que, após encerrar os atendimentos aos pacientes infectados pelo novo coronavírus, o Hospital de Atendimento covid-19 será desapropriado para atender a mulheres e crianças.

“O estado vai desapropriar, reformar e entregar ao município de Eunápolis para a manutenção do Hospital Materno Infantil, com uma unidade de UTI neonatal”, disse Rui.

O Hospital covid-19 foi implantado em julho nas instalações do Hospital das Clínicas, que estava desativado e foi requisitado administrativamente pelo município de Eunápolis. A unidade recebeu 20 leitos de UTI e 20 leitos de enfermaria, num investimento superior a R$ 8 milhões, fruto de parceria entre o governo do estado e prefeitura de Eunápolis.

 

A partir da abertura do Hospital das Clínicas para a atenção materno e infantil, o governo baiano, por meio da Secretaria Estadual da Saúde, vai reorientar o Hospital Regional de Eunápolis para atender aos pacientes com câncer e também realizar cirurgias cardíacas.

O governador acrescentou que, dessa forma, Eunápolis passar a estar mais estruturada para atender as demandas de média e alta complexidade, seguindo o plano de descentralizar a assistência à saúde para que o cidadão seja atendido mais perto de casa.

“Estes dois serviços poderão atender a demanda da Policlínica Regional, que será entregue em janeiro de 2021”, falou Rui Costa.

A obra já está sendo licitada, garantiu o governador.

PERFIL DA UNIDADE

O Hospital Materno-Infantil de Eunápolis vai estar integrado à Rede Cegonha e atenção às urgências e emergências da região de Eunápolis, com funcionamento 24 horas, acesso por demanda espontânea e referenciada, integrada aos demais pontos de atenção primária, mediante processos regulatórios.

A nova unidade será estruturada para assistência a gestação de alto risco, cuidado intensivo e intermediário neonatal e cuidados intensivos e clínicos às crianças.

Segundo o senador Otto Alencar, esta era uma antiga reivindicação do prefeito Robério Oliveira, a quem parabenizou pela visão humanizada da saúde do município.

Fonte: Radar64

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui